SociedadeSociedade

Os Nossos Velhos

Um tema que, sem dúvida, devemos ter em consideração no nosso país são os velhos. E sim, chamo-lhes velhos, porque não é uma ofensa, muito pelo contrário. Ser-se velho é ser-se sábio, é ter uma história de vida, é ter vivido intensamente e continuar a dar ao país aquilo que sempre se deu.

A realidade é que, cada vez mais, esta população está a aumentar no nosso país. Porém, será que isso faz com que ganhem mais respeito da sociedade? Não. Não, porque os jovens é que são o futuro. Eles é que são empreendedores e vão trazer algo de novo ao nosso país. Eles é que trabalham diariamente para obter lucro e eles é que têm uma vida pela frente. Parece-me que a nossa sociedade está mecanizada para pensar desta forma. Então e as pessoas que deram tanto ou mais que os jovens ao nosso país? E aquelas pessoas que trabalharam uma vida inteira? Não merecem respeito?

Nem toda a gente coloca estas questões. Nem toda a gente se preocupa com o bem-estar daqueles pelos quais o tempo passou e deixou marcas. O país só existe, porque houve um passado, mas as pessoas tendem demasiado a dar atenção apenas ao presente. O presente importa sim, mas ele só existe, porque houve um passado que lhe permitiu ser o que é agora. E nós só existimos, porque houve alguém que nos trouxe ao mundo e que cuidou de nós para sermos o que somos hoje. Contudo, infelizmente, parece-me que a sociedade olha para os velhos de uma forma negativa, como se fossem um peso que carregamos a mais, como se – por já não terem muito para dar ao país – fossem completamente desnecessários. E não são. São seres humanos, pessoas que precisam de viver como todos vivemos. São pessoas que merecem as melhores condições possíveis e não serem abandonadas como se de lixo se tratassem. Talvez a maior crise que há na sociedade seja o respeito.

É completamente necessário colocar um ponto final nisto. Aprender a tratar os velhos com respeito, acompanhá-los e evitar que vivam na solidão. Este país é o país deles e é importante que a sociedade os faça sentir isso, assim como é importante que todos façamos com que eles se sintam cuidados, protegidos e acompanhados.

Tags
Show More

Cátia Barbosa

Licenciada em Jornalismo e Comunicação. Apaixonada por rádio e pela escrita.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: