CulturaMúsica

Os Lutadores Strugglaz Project

Influenciados um pouco por tudo o que os rodeia, os Strugglaz Project pretendem sensibilizar todos quem os ouçam através das mensagens que passam nas suas letras. Mais maduros do que quando o projecto começou, vieram falar-nos de “Youthman Uprise” e “Troublemaker”. Definindo-se como uma banda persistente, querem, ainda, mudar as mentalidades das gerações mais novas, para que se mantenham alerta para tudo o que os rodeia.

Quem são os Strugglaz Project?

Marcus Harris, Hipots e Carlos Elias.

Porquê este nome para o vosso projecto musical?

Este nome surge em 2011, em conversa com amigos, onde chegamos à conclusão que a união que nos  movia espelhava a nossa força e, isso sim, é ser um Struggler.

Expliquem-nos esta fusão de reggae, soul, funk e hip hop. Porquê estes géneros e não outros? Como os conjugam?

Estes géneros reflectem, no fundo, a nosso influência social, familiar e cultural.

Conjugamos esta fusão através das boas influências musicais que cresceram connosco desde muito cedo, já que pertencemos a um Mundo Lusófono que é tão rico em variedade musical e cultural.

Que mensagem querem transmitir através da vossa música?

O nosso propósito é sensibilizar através das nossas letras todo um vasto público existente e, musicalmente, é atingir as mais variadas sonoridades.

Quando olham para o ano de 2011, quando tudo começou, que diferenças vêem em vocês e no projecto desde esse ano até agora?

A maior diferença que notamos é a maturidade do projecto e a consolidação de alguns targets que tínhamos definidos para nós próprios desde o início.

Mudariam algo? Buscam mudanças ao longo dos anos?

Não mudaríamos rigorosamente nada, pois temos perfeita consciência como funciona o meio musical em Portugal…

Buscamos, acima de tudo, evolução humana , musical e cultural.

Falem-nos de “Youthman Uprise” e “Troublemaker”.

“Youthman Uprise” é, acima de tudo, um grito de alerta para as novas gerações, pois pretendemos que este trabalho motive e ajude a uma gradual mudança de mentalidades e perspectivas.

Quanto ao “Troublemaker”, é uma constatação do que se passa no dia a dia com muitos de nós.

Que planos têm para o futuro do projecto?

Gostaríamos de ver o nosso trabalho reconhecido e promovido de forma a estar no patamar desejado, para o qual trabalhamos dedicadamente todos os dias.

Onde poderemos ouvir-vos ao vivo?

Estaremos dia 24 na Fnac do C.C.Vasco da Gama, 29/30 de Maio (Festival Smallville), 18/19 de Junho (Festival Reggae Lagos) e 16 de Setembro no Clube B’leza.  No entanto, temos várias datas por confirmar com a nossa agência Music In My Soul até ao final do Verão.

Uma palavra que vos defina como banda.

PERSISTÊNCIA

Tags
Show More

Inês Faro

Estudante de Línguas e Literaturas Modernas na Faculdade de Letras da Universidade. Vivo para a música e grande parte dos meus interesses está nessa arte, nesse mundo tão vasto e com tanto ainda por descobrir.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: