Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
GastronomiaLifestyle

O que torna o whisky de Islay tão diferente dos outros?

Islay é, com os seus 40 km de comprimento e 24 de largura, a ilha mais a sul das Hébrides Interiores. Durante a Idade Média, foi casa dos poderosos Senhores das Ilhas (Lord of the Isles), que rivalizavam em poder e riqueza, com os Reis da Escócia. No entanto, hoje em dia, é mais conhecida pelo seu whisky, e por ser um centro de turismo de whisky.

Porém, o que torna o whisky de Islay tão diferente dos outros whiskies? E quais são as suas características?

As diferenças começam no processo de maltagem da cevada. Enquanto a maioria das destilarias na Escócia usam gás natural para maltar e depois torrar a cevada, em Islay usa-se a turfa, conferindo aos whiskies desta ilha o seu característico sabor fumado, considerado por muitos como um dos melhores sabores que um whisky pode ter. O processo de destilação também varia de destilaria para destilaria, com alambiques de diferentes tamanhos e formatos. E finalmente o próprio sítio onde a destilaria se encontra irá afectar o sabor do whisky. Mas felizmente nem todas as destilarias usam a mesma quantidade de turfa, o mesmo processo e nem estão todas no mesmo sítio e isso da origem a uma grande quantidade de whiskies diferentes.

Em termos de whisky, Islay pode ser dividida em 3 regiões: o Sul ou Triangulo de Kildalton, Loch Indaal e o Estreito de Islay. E cada uma das regiões produz whiskies diferentes, se bem que representativos do que é Islay.

Comecemos com o Estreito de Islay: Bunnahabhain e Caol Ila. Os whiskies destas duas destilarias são considerados os mais suaves em Islay. O sabor fumado é apenas o adequado, e são whiskies considerados suaves e doces. Avancemos para Loch Indaal, onde estão as destilarias médias: Bruichladdich e Bowmore. Os whiskies de Bowmore são mais encorpados e doces, havendo sempre uma sugestão de notas de fruta ou de mel. Bruichladdich, por sua vez, é uma destilaria mais complexa, pois apresenta uma gama tripartida: sem recurso a turfa (Unpeated) tem a gama Bruichladdich, que toma o nome da destilaria, segue-se a gama Port Charlotte, que produz whiskies altamente fumados (Heavily Peated), e finalmente a gama Octomore, considerados os whiskies mais fumados de todos (Super Heavily Peated). A destilaria de Bruichladdich também é conhecida por produzir whiskies com recurso ou a apenas um tipo de cevada (Bruichladdich Bere Barley), ou com cevada oriunda exclusivamente de uma quinta (Bruichladdich Islay Barley Rockside Farm 2007). Finalmente, temos o Sul de Islay: Lagavulin, Laphroaig e Ardbeg. Os whiskies do sul são mais marinhos, cheios de sal e algas, e muito fumados. Não são whiskies fáceis de se gostar, devido a complexidade, mas se investirem o tempo valem a pena.

Felizmente, não são só estas as destilarias existentes em Islay. A oeste de Loch Indaal, nas margens do Loch Gorm, temos a destilaria de Kilchoman, que produz whiskies com um teor de fumo médio. Equidistante das destilarias de Bunnahabhain e de Caol Ila está a ser construída a destilaria de Ardnaoe, que se espera começar a destilar em 2018, e a Diageo, uma das maiores produtoras de bebidas alcoólicas do mundo, anunciou que a destilaria de Port Ellen, no sul, e que actualmente serve de casa de maltagem, iria abrir ao público como destilaria em 2020, findas as obras de reconstrução.

Já muito se escreveu sobre os maltes de Islay e certamente que estas linhas não irão acrescentar nada de novo à História dos mesmos. No entanto, uma coisa é certa: os maltes de Islay não nos seduzem, os maltes de Islay invadem-nos, apoderam-se de nós e por ali ficam, e com sorte, permitem-nos apreciar o seu caracter fumarento.

Tags
Show More

Manel Gabirra

Estudante da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa no Curso de Línguas, Literaturas e Culturas. Grande apaixonado por automobilismo e política.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: