Bem-EstarLifestyle

O que Realmente Importa

Há momentos na vida em que parece que estamos numa confusão mental tremenda, estimulados por imensas distrações, formas de ocupar o tempo, coisas para fazer, pequenas (mas desgastantes) decisões diárias, pensamentos sobre o passado ou o futuro, ocupando o nosso tempo com algo que se revela insignificante e a nossa cabeça com o que não podemos mudar. A desarrumação mental é notável, afetando a nossa qualidade de vida e todas as experiências que vivemos.  Acabamos por desgastar a nossa mente e prejudicar o nosso bem-estar, sem que muitas vezes nos apercebamos de que tudo pode ser mais simples. Além disso, camuflamos a nossa essência com algo secundário, desviando-nos que realmente importa.

A solução perfeita contra este sentimento de ansiedade, submersão e até negatividade pode não existir, mas aquilo a que escolhemos dedicar a nossa atenção, os nossos pensamentos e o nosso precioso tempo, aquilo com que preenchemos o nosso espaço, a nossa vida e a nossa mente é parte da equação para a liberdade emocional e felicidade.

Ao fazermos uma arrumação mental (e física), ao tornarmos tudo mais simples, ao perdoarmos, ao deixarmos ir o que não acrescenta valor à nossa vida, todas as situações que não podemos mudar, definindo o que realmente é importante para nós, estabelecendo prioridades e agindo de acordo com as mesmas, estamos a melhorar a nossa qualidade de vida. Nos vários aspetos da nossa existência: como passamos o tempo, os nossos hábitos, as pessoas com quem convivemos, a maneira como pensamos, o que dizemos, as coisas que compramos, aquilo em que gastamos o nosso dinheiro, os livros que lemos, os programas que vemos, a roupa que usamos, a maneira como olhamos o mundo.

Deixarmos de nos identificar tanto com pensamentos que nos prejudicam, más experiências (que, apesar de tudo, tiveram algo de bom, como ensinamento) que estão no passado, sentimentos que precisamos de libertar e deixar ir. Viver sem ressentimentos, sem mágoas, sem negatividade, sem distrações inúteis, simplificando tudo à nossa volta. Uma jornada que se constrói aos poucos, sem extremos, mas onde largamos o peso que temos vindo a carregar, e damos um novo impulso e um novo passo em direção a um caminho de novas oportunidades, novas visões, novos objetivos e novas prioridades.

Porque deixar ir o que não nos traz nada de bom é dar espaço ao que é verdadeiramente importante. Tanto a nível físico como emocional.  Dar espaço a pessoas, a momentos, a hábitos, a pensamentos, a oportunidades e a uma nova realidade. Vivermos segundo as nossas prioridades é um passo importante para a paz de espírito e realização pessoal, uma vez que a maneira como vivemos e o que deixamos que faça parte da nossa vida acaba por ser um reflexo daquilo que somos.

Tags
Show More

Beatriz Guerra

Apaixonada por escrever, ler e viajar. Adoro ouvir histórias de vida e histórias de sucesso. Interesso-me, igualmente, por temas como: bem-estar e estilos de vida, desenvolvimento pessoal, viagens, cultura, idiomas e sociedade.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: