CrónicasMundoPolítica

“O que está acontecer no Brasil é um golpe de Estado do século XXI”

“O que está acontecer no Brasil é de uma importância histórica, deve ser observado e é de uma gravidade extrema, porque se é verdade que há um problema de corrupção no Brasil, não deixa de ser menos verdade que o que está em causa, o que está em curso, é um golpe de Estado do século XXI”

Não são muitas as vezes em que estou de acordo com a porta-voz do Bloco de Esquerda, mas acho que as suas declarações sobre o actual estado de coisas no Brasil reflectem uma realidade. Uma triste e deveras preocupante realidade, dado que hoje em dia as Democracias começam a ser, cada vez mais, colocadas em xeque mate por um perigosíssimo populismo crescente que a crise económica internacional e recente “guerra” petrolífera criaram.

Chamem-me de conservador – se assim o entenderem -, mas para mim o ditado popular “cada macaco no seu galho” deve ser seguido à risca, se não quisermos ter uma Sociedade onde os oportunistas de ocasião possam surgir. Dito de outra forma, para mim tudo o que seja do foro da Justiça não pode, não deve e nunca deverá ser dissecado, investigado e debatido na Comunicação Social.

Ora, o que vamos vendo no Brasil é um bom exemplo daquilo que uma Sociedade democrática não pode, nem deve nunca ser. O cúmulo dos cúmulos está no facto de a equipa de investigação liderada pelo Juiz Sérgio Moro ter feito chegar ao famoso canal de televisão Globo as recentes escutas telefónicas da Presidente Dilma Rousseff numa clara e manifesta tentativa de manipulação da opinião pública brasileira (e não só). Algo de parecido com tal só a manobra populista de Hitler e seus comandos, aquando da fatídica noite de cristal.

Obviamente que não estou aqui a defender Dilma, Lula ou outro qualquer agente político ligado ao PT.

Assim como também não apoio qualquer outro político brasileiro de qualquer outro partido que esteja também sobre a alçada da Justiça por suspeitas de corrupção, como sucede com o deputado Eduardo Cunha (PMDB do Rio de Janeiro) e o senador Antonio Anastasia (PSDB de Minas Gerais) que foram incluídos na Operação Lava Jato, que investiga o desvio de 10 biliões de reais da Petrobras.

Contudo, o que vamos assistindo no terreno (e não só) é que tanto o deputado Eduardo Cunha como o senador Antonio Anastasia são praticamente esquecidos pelo Juiz Sérgio Moro, TV Globo e manifestantes Anti-Dilma na sua demanda contra a corrupção. E isto diz-nos muita coisa. Muita coisa sobre as reais intenções de todos estes agentes que nunca acharam muita piada ao facto de Lula, Dilma e o PT terem feito alguma coisa para que o fosso entre os pobres (negros) e os ricos (brancos) diminuísse drasticamente.

Vamos a ver como vai isto terminar, mas não tenhamos a mais pequena dúvida de que “o que está acontecer no Brasil é um golpe de Estado do século XXI”.

Tags
Show More

Pedro Silva

"É preciso provocar sistematicamente confusão. Isso promove a criatividade. Tudo aquilo que é contraditório gera vida." (Salvador Dalí) Crítico, opinativo e com mente aberta. É isto que caracteriza um Cronista.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: