Desporto

O Futebol Americano não é só feito de anúncios milionários

Homens muito grandes vestindo armaduras, atirando-se uns para cima de outros, por causa de uma bola oval e as cheerleaders, eis o que achamos de futebol americano. Um desporto que poucas atenções atrai aos espectadores europeus, excepto durante a Super Bowl, onde recordes de audiência são batidos, por exemplo, no consumo de abacates, ou descargas sanitárias. Este desporto tem mais do que parece.

Criado no século XIX, este desporto é um misto do nosso conhecido futebol e do rugby, inicialmente bastante praticado nos campus universitários e nas cidades do Midwest, rapidamente ganhou popularidade entre as gentes das terras do tio Sam. É em 1869 que se realiza o primeiro jogo oficial, ainda com regras bastante semelhantes às do rugby, o jogo foi disputado entre as equipas universitárias de Princeton e Rutgers. As suas primeiras regras foram criadas por Walter Camp, no ano de 1920.

A sua liga principal é a NFL (National Football League) e foi criada em 1922, ocupando o lugar das American Professional Football Association criada dois anos antes. Desde 1941, a Wilson Sporting Goods Company é a responsável por produzir as 600 bolas utilizadas numa temporada, todas as bolas são manufacturadas.

Estima-se que uma partida de futebol americano, que geralmente dura cerca de 3 horas, contém apenas 11 minutos de “jogo corrido”. Este e o facto de o livro de regras da NFL contar com 100 páginas pode ser uma das razões para que fora dos Estados Unidos da América este jogo não tenha muitos fãs.

Porém, para os curiosos ficam umas dicas:

  • Uma partida de futebol americano é disputado entre duas equipas compostas por onze jogadores. Uma, que detém a posse da bola, que é chamada a ofensiva e outra que é responsável por bloquear, a defensiva.
  • Existem quatro partes de 15 minutos, separados por 12 minutos de intervalo. Existem duas paragens de 2 minutos no final do primeiro e do terceiro quarto, enquanto as equipas trocam de campo. No final destes quartos (primeiro e terceiro), a equipa que detém a bola mantém a sua posse.
  • Neste jogo, dá-se prioridade à equipa que ataca. Assim, a equipa com esta missão tem 40 segundos para realizar uma jogada, caso não cumpra, é penalizada. Neste caso, o jogo pára, ao final de uma jogada de passe incompleta, ou quando um jogador sai da área de jogo, sendo que o tempo também pára. E quando a bola é reposta, o relógio volta a contar. Em caso de empate, são concedidos 15 minutos adicionais para resolver, através de morte-súbita.
  • O campo tem 91,44 metros de comprimento e 48,46 metros de largura. Encontra-se marcado por linhas brancas, marcas de jardas, que se distanciam entre si em 9 metros. No final do campo, são adicionadas mais 10 jardas, é a chamada end-zone, nesta área são adicionados. O claro objectivo deste jogo é ganhar terreno (jardas) e aproximar-se da end-zone do oponente. Cada vez que a equipa atacante tem a posse de bola tem 4 oportunidades (downs) de conquista 10 jardas.
  • Quando a equipa que ataca ganha a primeira down, automaticamente tem quatro novas oportunidades (downs) para avançar mais 10 jardas. Se nestes quatro downs não conseguir cumprir o objectivo, terá de abdicar da posse de bola. A equipa que defende neste processo todo tem de tentar impedir os avanços da equipa atacante.
  • O pontapé de saída é dado na 30ª jarda da linha da defesa, esta tarefa é executada pelo placekicker (um jogador cuja especialidade são pontapés). Este põe a bola na ofensiva e, nesse lado do campo, um jogador da sua equipa tentará apanhar a bola e dar inicio à jogada correndo. No local onde é travado, será o lugar onde a ofensiva iniciará as suas jogadas.
  • Existem duas formas de fazer a bola avançar pelo campo, pode ser através de passes, ou corridas (runs). É nestas movimentações que o quarterback entra em acção e é essencialmente a voz do treinador dentro de campo, um distribuidor de jogo, que vai transpor as ideias/tácticas para dentro de campo. Neste processo, existem as tackles, os bloqueios, que basicamente consistem em derrubar o detentor da bola e parar as jogadas.
  • O sistema de pontuação do futebol americano revela-se o mais simples de toda a complexidade deste jogo. Existem quatro formas de pontuar, a mais famosa, o Touchdown, consiste em atravessar a linha de golo para e a end-zone com a bola, ou dentro da end-zone do oponente acontece um fumble (deixar cair a bola) e um jogador apanhar a bola. Esta manobra vale 6 pontos e confere a possibilidade de adquirir pontos extra, através de conversões, que podem valer 1, ou 2 pontos, no caso de a mesma equipa conseguir penetrar novamente na end-zone adversária. Geralmente, na quarta down de uma equipa é tentado chutar a bola entre os postes, derivada a proximidade com a mesma. Esta jogada, se bem-sucedida, pode valer 3 pontos e são chamados de golos de campo. Existem também os safety points, que são atribuídos à equipa que defende e estes são ganhos, quando um jogador da equipa ofensiva (portador da bola) é alvo de um bloqueio na sua própria end-zone.
  • Apesar de ser um desporto onde são onze contra onze, uma equipa de futebol americano geralmente é composta por 45 jogadores.
  • Na equipa ofensiva, existem as seguintes posições: o Quarterback, que distribui o jogo, os Center que têm por missão ludibriar a defesa e passar a bola para o Quateback, os Guards e Tackles que bloqueiam, os Wide Receivers que apanham as bolas longas do Quarterback, os Running Backs que apanham a bola e têm por missão ganhar terreno a correr e os Tight Ends que também bloqueiam a defesa, mas podem apanhar passes.
  • No lado da equipa que defende, existem Linebackers que evitam passes, empurram e tentam bloquear o Quarteback, a Defense Line que batalha cara-a-cara com a ofensiva, os Cornerbacks e os Safeties que tentam bloquear e interceptar os passes entre o Quarterback e os Wide Receivers.

Este desporto tem muito mais do que os anúncios de milhões, durante os intervalos da Super Bowl, ou os ordenados milionários, é a paixão de milhões. Talvez no nosso país não tenha tanta expressão quanto outras modalidades, mas existem fãs. E até existem equipas de futebol americano em Portugal e um campeonato composto por equipas da região norte e sul, que, durante a época, vão disputando o campeonato nacional. Desde 2007 que esta modalidade tem crescido dentro do nosso país e, em 2009, é estreada a liga portuguesa de futebol americano.

Tags
Show More

Marguerita Harris de Pina

Nasci no final da década de 80 e o meu nome é composto por 10 letras. Sou apaixonada por bicicletas, música e desporto. Gosto de livros e de conversar

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: