CrónicasPolíticaPortugal

O egoísmo Lusitano

Muitos se perguntam o porquê de Portugal não sair do marasmo que tanto o caracteriza. Portugal é um País de gente corajosa, empreendedora e desenrascada, mas o Povo Lusitano tem um defeito milenar que o impede de dar o passo em frente. Este defeito tem um nome: Egoísmo. O Portuga, na sua generalidade, é egoísta, só olha para o seu próprio umbigo e é isto que o impede de evoluir e o obriga a manter-se à sombra de outros Povos.

Discordas? Então, vejamos alguns exemplos.

O actual Governo aumentou a jornada de trabalho da Função Pública para 40 horas por semana, para que não existam mais discrepâncias entre o Sector Privado e o Sector Público. Tudo isto sem renumerar devidamente os Funcionários Públicos pelo número de horas extra de trabalho que lhes foi adicionada. Uma tremenda exploração, portanto. Como reagiu a populaça a esta medida? Fartou-se de bater palmas, porque, se os Trabalhadores do Privado são Precários, então, os do Público também o devem ser. Já exigirem ter os mesmos Direitos e Salários dos Trabalhadores da Função Pública não, porque isto dá muito trabalho.

Greves. Aqui é que o egoísmo toma uma força tal, que cega muito boa gente e lhes esgota por completo a massa cinzenta.

Se os trabalhadores dos Transportes Públicos resolvem levar a cabo uma Greve, rapidamente vemos o famoso discurso da “Dona não sei quantas que compra o passe todos os meses para ter de ir um dia de táxi para o seu trabalho”. A Dona não sei quantas que compra o passe todos os meses não pode ver o seu investimento mensal prejudicado, mas os Trabalhadores dos STCP/Carris/CP e outros do ramo podem e devem ver os seus Direitos atropelados por Administrações e Governos incompetentes.

Ainda no capítulo das Greves temos a forma como a nossa Comunicação Social lida com as ditas. Nos últimos dias, temos sido brindados com um rio de choro colectivo da parte das Agências de Viagem e Sector da Hotelaria, porque os Pilotos da TAP avisaram que vão fazer Greve no final do corrente ano cível. Apontam o dedo à Comissão de Trabalhadores da Empresa, porque estes ainda não perceberam por que razão quer o Governo privatizar uma Empresa que é rentável. Sim, rentável, porque, se a TAP não fosse rentável, não teria nunca interessados na sua compra, mas lá está, os maus da fita, os malandros que vão causar um prejuízo enorme a tudo e todos são os Trabalhadores.

Lá está, cá pelo nosso pequeno burgo à beira-mar plantado só pensamos no nosso umbigo. Não temo a mais pequena capacidade de olhar para o que nos rodeia para tentar perceber porque é que se faz isto, ou aquilo. Não fazemos o mesmo que o cidadão Alemão, que compreendeu e aceitou a última Greve dos Pilotos da Lufthansa. É que na Alemanha e em outros Países da Europa Central/Norte, o bem comum preza-se e defende-se da incompetência crassa. Já em Portugal premeia-se a patetice e a corrupção em nome do bem-estar de cada um e em nome de uma certa justiça social.

Tags
Show More

Pedro Silva

"É preciso provocar sistematicamente confusão. Isso promove a criatividade. Tudo aquilo que é contraditório gera vida." (Salvador Dalí) Crítico, opinativo e com mente aberta. É isto que caracteriza um Cronista.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Check Also

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: