CrónicasPolíticaPortugal

Ó Costa abre a pestana!

Após a estrondosa derrota do Partido Socialista (PS) nas últimas eleições na Madeira, tenho ouvido e lido muitos socialistas a darem uma de surdos, cegos e mudos. O normal neste tipo de coisas, tendo em consideração o pântano que é a Política Portuguesa. Porém, o que é verdadeiramente preocupante é ver o líder dos Socialistas a fazer a mesma triste figura.

Mau mesmo, do pior que poderia acontecer no actual estado de coisas, é ver os apoiantes de Seguro a bater forte nos apoiantes de Costa como se alguma vez o Partido Social Democrata (PSD) não fosse ganhar as eleições regionais do arquipélago da Madeira. Contudo, a guerrinha interna entre “Seguristas” e “Costistas” a mim nada me diz e me preocupa. Tal é “somente” o reflexo da geração de Políticos que Portugal terá no futuro. Para mais, tal patetice existe (em quantidades industriais) em todos os Partidos Lusos. É um mal que só terá um fim, quando o Povo entrar numa de ser responsável uma única vez na sua já longa existência.

Voltando à vaca fria, que é como quem diz à reacção de Costa ao descalabro Socialista na Madeira, é deveras preocupante o autismo que o Líder do PS revelou perante o sucedido. Não que a derrota do PS nas últimas eleições não fosse um dado quase que adquirido, só que o PS não perdeu somente para o PSD. Perdeu Deputados da Assembleia Regional Madeirense para o Bloco de Esquerda, Partido Comunista Português e Juntos pelo Povo (JPP). Para mais o CDS-PP mantêm-se como o principal Partido da oposição na Região.

É, sem sombra de dúvida, uma derrota tremendamente pesada para que o PS não faça uma leitura nacional, atenta e preocupante, se daqui por uns meses quiser apresentar-se nas urnas como uma verdadeira alternativa ao pior Governo de todas as Repúblicas Portuguesas.

Faço sinceros votos de que António Costa não siga o péssimo exemplo do PS Porto e comece a padecer do mesmo autismo que os Socialistas da Invicta padeceram, padecem e continuarão a padecer nos próximos tempos. E a cidade do Porto já mostrou ao Pais como se faz, quando se nos colocam na mesa de voto mais do mesmo…

Por isto, vê lá se abres a pestana a tempo e horas ò Costa!

Tags
Show More

Pedro Silva

“É preciso provocar sistematicamente confusão. Isso promove a criatividade. Tudo aquilo que é contraditório gera vida.” (Salvador Dalí)

Crítico, opinativo e com mente aberta. É isto que caracteriza um Cronista.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: