Negócios

O Conteúdo… Quem Quer?

Para se poder construir correctamente uma Marca e conseguir espalhar a sua mensagem, um líder tem conseguir que o seu conteúdo chegue ao seu público-alvo de uma forma consistente. Este parece ser um raciocínio óbvio e, com todas as ferramentas que existem actualmente, vivemos numa era em que é fácil de o fazer. No entanto, a realidade tem demonstrado que a grande maioria dos líderes relega grande parte da sua energia a desenvolver tácticas e muito pouco tempo a desenhar uma estratégia, de forma a que as tácticas desenvolvidas sejam usadas para suportar uma estratégia. O modo como se constrói uma estratégia para espalhar o conteúdo criado por uma marca é muito simples: basta saberes quem é que está interessado nesse conteúdo.

Quem é que está interessado nas tuas ideias, na tua visão, nas tuas palavras e nos teus valores? Esta é a pergunta que te deves fazer, para obter uma resposta directa e muito específica. É possível que a lista inclua um conjunto variado de pessoas, gerando um problema, mas que com uma comparação entre essas pessoas e o modelo de negócio adoptado pela empresa irá permitir perceber quem são aqueles que irão trazer mais benefícios para a marca.

Assim que tiveres a tua audiência bem definida, sabendo que serão esses aqueles que irão causar um maior impacto no crescimento da tua marca, é necessário mudar as tácticas utilizadas, de forma a garantir que o esforço que é feito na disseminação dos conteúdos está focado em chegar a todos aqueles que são realmente importantes para a criação de valor da tua marca.

Nos últimos anos, houve uma grande alteração não só na forma como as pessoas consomem a informação (através de vídeos, blogues, podcasts, etc.), mas também nos locais onde essa informação é acedida. Existem plataformas dedicadas a quase todo o tipo de tópico que possas imaginar e, apesar de terem, tipicamente, uma audiência inferior comparativamente aos meios de comunicação tradicionais, o nível de ligação com os seguidores de um determinado tópico é muito superior do que a generalidade dos meios de comunicação.

O que fazer neste mundo em constante mudança? Usar a mudança como uma vantagem. Compreende o que move as pessoas que se interessam pelo teu trabalho e entende o que vai nas suas mentes, quando procuram conteúdos. Quais são as suas fontes de informação? Quais são os blogues que seguem? Que podcasts é que andam a ouvir? É esse o alvo do teu conteúdo. Não é necessário para o fazeres nenhum esforço adicional e os resultados serão drasticamente melhores do que estar a partilhar o teu trabalho com aquelas pessoas que não se interessam por ele.

Tags
Show More

Miguel Arranhado

licenciado em ciências da linguagem, pela faculdade de letras da universidade de lisboa. editor no repórter sombra. amante das artes e da cultura. politólogo de sofá. curioso por natureza. fascinado pelas pessoas e pelo mundo. crítico. perfeccionista. maníaco por informação. criativo. e assim assim...

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: