EducaçãoSociedade

Mostrar o que sentimos é mostrar o que somos

Não é fácil expressarmos as nossas emoções. Não é fácil mostrar o que vai dentro da nossa alma. Nada disto é fácil e a questão que colocamos muitas vezes a nós mesmos é “Como é que podemos expressar melhor as nossas emoções, sem nos deixarmos inundar por elas?”

Sem dúvida que expressarmos o que sentimos é complicado. Muitas vezes temos medo de mostrar ou de dizer por palavras o que sentimos porque temos medo que as emoções que estão à flor da pele nos inundem e falem por nós. Mas há técnicas que nos ajudam a mudar isso. Acho que expressarmos o que sentimos no momento certo é uma delas. Se mostrarmos as nossas emoções sem nos precipitarmos, ou seja, fazendo-o calmamente, é muito mais fácil controlá-las e não deixar que se imponham a nós. Por outro lado, também é importante fazê-lo confiantemente. Afinal, se tivermos confiança em nós mesmos e naquilo que sentimos é bastante mais fácil transmitirmos isso aos outros, certo?

O que quero dizer ao escrever-vos este texto é que não há mal nenhum em expressarmos o que sentimos. Não há problema se chorarmos, se rirmos, se fizermos figura de idiotas. Porque as emoções definem aquilo que somos. Atrevo-me mesmo a dizer que somos aquilo que as nossas emoções querem que nós sejamos. Por esse motivo não devemos ter qualquer medo ou vergonha de mostrar o que sentimos. Talvez essa seja a melhor forma de expressarmos as nossas emoções sem que elas nos inundem: mostrá-las sem qualquer receio. Não importa o que os outros possam pensar, não importa se nos vão ou não julgar, importa sim termos em mente que não há nada melhor do que podermos expressar livremente o que está dentro de nós, seja bom ou mau. As emoções são um bocadinho de cada um de nós e são elas que nos fazem seres completos e únicos. Porque tal como nem todos temos os mesmos gostos, também não temos todos as mesmas emoções. Há pessoas mais emotivas do que outras. Há pessoas que mostram mais as suas emoções e outras que as escondem. Mas será correto escondermos o que sentimos? Será que isso não é mau para nós?

Confesso que sou completamente a favor de nos exprimirmos, de mostrarmos o que realmente somos fazendo-o através dos nossos sentimentos. Penso que eles são a coisa mais poderosa que temos. Porque todos os temos mesmo que, por vezes, tentemos passar por pessoas frias e que não se deixam afetar por nada. Mas deixamos. Não está na altura de deixarmos de fingir que não sentimos e mostrarmos que as dores, as mágoas e as alegrias estão todas cá dentro?

Tags
Show More

Cátia Barbosa

Uma aspirante a jornalista que ama escrever, viajar, e que, acima de tudo, quer ser feliz.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: