LifestyleModa

Moda e Feminismo de mãos dadas para mudar o mundo

A moda e o feminismo têm uma ligação que dura já a alguns anos. Numa luta constante para a afirmação da mulher na sociedade, vários são os momentos da história da moda, em que o feminismo assumiu a liderança.

Nos anos 20, Coco Chanel aparece e desafia o mundo à sua volta com ambição, determinação e energia contagiante. Designer e fundadora da marca Chanel, ficou eternizada pelos seus ideais feministas, que se refletiam nas suas criações de moda. A campanha pelo uso das calças e o movimento de libertação dos corsets, transformaram o quotidiano da mulher, tornando a sua imagem mais desportiva e casual. No entanto, Coco Chanel não estava sozinha nesta batalha a favor da igualdade entre homens e mulheres. Yves Saint Laurent também se juntou à causa, com a criação do smoking e das calças masculinas. “Hoje as mulheres andam normalmente de calças e blazer. Mas na época, a mulher era proibida de entrar num restaurante ou num hotel assim vestida. O smoking, usado até hoje, foi uma provocação sexual, dirigido à mulher que queria ter outro papel”, explica Suzy Menkes, jornalista e crítica de moda. Todas as mudanças que vinham a surgir na moda estavam intimamente ligadas com os acontecimentos da sociedade, a mulher saiu de casa, passou a trabalhar em grandes cidades, a ocupar cargos de chefia, e para isso necessitava de vestuário que se adaptasse a esta nova frenética vida.

Passados 60 anos, o background social continua a ser determinante no momento de ditar tendências. “Todos devíamos ser feministas”, o slogan da famosa t-shirt da Christian Dior, usada e abusada por inúmeros fashionistas em redor do mundo, causou furor na internet, disparando com as vendas de uma das casas mais prestigiadas do mundo da moda. E não é só na roupa que o feminismo se tem manifestado. Falando em desfiles, a diversidade é a chave para o sucesso. No ano passado, na Semana de Moda de Nova Iorque, assistimos à participação de uma modelo com Síndrome de Down. Em Milão, a dupla Dolce & Gabanna, para além de trazer bloggers, atrizes, mães, filhos, mulheres curvilíneas de todo o mundo para a passarela, fez um elogio à maternidade, ao incluir uma grávida no seu desfile. Ashley Graham, ativista e modelo plus-size, tem dado poder às mulheres que fogem às medidas 90-60-90, com discursos e campanhas de body positivity, rompendo com os padrões de beleza.

E será este cruzamento entre a moda e o feminismo uma estratégia de marketing? Uns dizem que sim, outros dizem que não. Há quem veja a moda como um veículo para espalhar os ideais feministas a um maior número de pessoas. Depois, há aqueles que repudiam esta questão, vendo a moda como uma forma de negócio, num mundo cada vez mais capitalista. Uma coisa é certa, não podemos negar o impacto que o feminismo tem tido na moda. Está por todo o lado. Entramos na Bershka e lá está exposto a t-shirt com a mensagem feminista, que nos prende a atenção. A moda ainda tem muito que aprender com o feminismo, mas aos poucos, as mentalidades vão-se abrindo, e o mundo tornar-se-á num melhor lugar para viver.

Tags
Show More

Liliana Pedro

Atualmente estou a terminar a licenciatura em Jornalismo e Comunicação na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra com especialização em Estudos Artísticos. Apaixonada por moda, sou blogger nas horas vagas. Não gosto de estar parada. Para além de escrever para algumas plataformas noticiosas, sou locutora da Rádio Radical, onde combino a minha “tagarelice” com a música. As causas sociais prendem-me à atenção. O SOS Estudante e a causa Girl Effect são a forma de me manter ativa nesta sociedade em mudança. Bem, o futuro não o posso adivinhar, mas tenho dois grandes objetivos: tirar mestrado em jornalismo de moda e trabalhar nesta área que amo de coração. Muitos dizem que é difícil mas sabem o que lhes digo? “Só é impossível até acontecer” – Nelson Mandela.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: