Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
LifestylePop Culture

L4D2

Um dos melhores Co-op FPS

L4D2 é a sequela do L4D, um jogo multiplayer FPS co-op survival horror. Por outras palavras é um jogo cooperativo para vários jogadores com tiro em primeira pessoa, onde o objectivo é sobreviver a campanhas com vários mapas enquanto se lida com zombies.

L4Dead foi lançado em 2008 pela Valve Corporation. O jogo coloca os seus quatro protagonistas (os sobreviventes) num mundo apocalíptico contra hordas de zombies.

Um ano depois surge o L4D2. Além de nos apresentar quatro novos sobreviventes com cinco novas campanhas, surgem três novos zombies especiais e novos modos de jogo. Uma das melhores regalias em comprar o L4D2 é que ele vem com o L4D incluído – não há necessidade de comprar os dois jogos separados. Além disso, todos as campanhas do primeiro jogo podem ser jogadas nos novos modos de jogos e têm todos os zombies especiais.

Os zombies especiais são oito. Da esquerda para a direita:

  • Charger – Introduzido no L4D2, é um zombie com um braço direito enorme. Consegue lançar-se contra os sobreviventes, levando um único sobrevivente para longe, enquanto lança os outros pelo ar. Assim que encontra um obstáculo, começa a atirar o sobrevivente para o chão até matar o sobrevivente ou ele próprio ser morto;
  • Hunter – um zombie extremamente ágil que salta para cima de um sobrevivente e o prende ao chão, atacando-o até matar o sobrevivente ou ser empurrado/morto por outro sobrevivente;
  • Spitter – Introduzida no L4D2, é uma zombie que cospe ácido estomacal que se espalha por uma zona, rapidamente tirando vida aos sobreviventes. Quando é morta, deixa uma mancha de ácido. Quanto mais tempo ficarem no “spit”, mais vida é retirada aos sobreviventes;
  • Jockey – Introduzido no L4D2, é um zombie pequeno que salta para as costas de um sobrevivente e o conduz para onde quiser, normalmente para cima de “cuspo” da Spitter. Larga o sobrevivente quando este está incapacitado, ou quando é morto ou empurrado.
  • Tank – o maior zombie especial infectado, tem a capacidade de atirar carros, pedaços do chão e, com um único golpe, lança os sobreviventes pelo ar. É o “boss” que pode ou não aparecer nos mapas mas só aparece uma única vez em cada mapa.
  • Witch- A única zombie especial que não é controlada no modo Versus, é uma mulher que está constantemente a chorar. Se for provocada por barulhos, luzes ou proximidade dos jogadores, começa a erguer-se até se levantar e atacar o sobrevivente que a provocou. Se o matar, começa a atacar os outros sobreviventes. Tem a capacidade de incapacitar ou matar um sobrevivente com um só golpe.
  • Boomer – um zombie extremamente gordo que vomita para cima dos sobreviventes, tornando-os temporariamente cegos e atraindo uma horda de zombies para os sobreviventes afectados. Quando morre, explode e pode atrair mais uma horda;
  • Smoker – com uma língua enorme, ataca e puxa os sobreviventes a longas distâncias até si, atacando-o. Quando morre, liberta uma nuvem de fumo que cega temporariamente os sobreviventes;

Actuamente existem cinco modos de jogo:

  • O modo jogador único, onde o protagonista joga com 3 NPC’s (personagem não jogável) e tenta sobreviver a hordas de zombies enquanto luta para chegar às “safe-houses”, um check-point onde o novo mapa começaria.
  • O modo campanha co-op: até quatro pessoas jogam uma campanha;
  • O modo Versus: oito jogadores onde não só existem quatro sobreviventes, mas até quatro jogadores que controlam os vários zombies especiais para impedir os sobreviventes de chegar às salas seguras. Os zombies especiais são atribuídos aleatoriamente aos jogadores e, assim que morrem, têm um curto tempo de espera até lhes ser atribuído outro zombie. Ocasionalmente certos jogadores são o Tank. Assim que os sobreviventes chegarem à sala segura ou morrerem, é necessário jogar o mapa novamente, mas com as equipas trocadas: os sobreviventes jogam como zombies e vice-versa;
  • O modo Sobrevivência: um desafio com tempo onde os sobreviventes estão presos numa secção de uma campanha e têm que sobreviver o maior tempo possível contra uma vaga infindável de zombies e zombies especiais;
  • O modo busca: duas equipas de quatro jogadores onde os sobreviventes tentam recolher combustível espalhado num nível para encher um gerador enquanto os zombies especiais os tentam impedir.

Tanto o modo jogador único como o modo campanha têm quatro níveis de dificuldade: fácil, normal, avançado e extremo. Além disso, pode ser acrescentado um modo realismo, tanto nas campanhas como no Versus. Neste modo, o jogo torna-se mais realista: os sobreviventes deixam de ver as silhuetas dos seus companheiros, as armas e outros itens apenas brilham quando o jogador está extremamente perto. No modo campanha, os jogadores mortos apenas podem voltar à vida com desfibrilhadores.

Além dos modos anteriores, há uma alteração chamada Mutação. São modificações nos modos de jogos já existentes. Podem tornar o jogo mais fácil ou muito mais difícil. Uma das mutações que mais gargalhadas me trouxe e aos meus amigos é uma mutação onde só aparecem boomers e spitters. Torna o jogo incrivelmente difícil pois eles são constantes, chegando a existir quatro boomers e spitters em simultâneo.

Para ajudar os jogadores, existem várias armas espalhadas pelos mapas, além das armas e estojos de primeiros socorros na sala segura. Cada jogador tem cinco “slots” disponíveis para usar. O primeiro para a arma principal (shotguns, riffles, entre outras), o segundo onde o sobrevivente pode ter uma pistola ou uma arma corpo a corpo (entre elas catana, taco de basebal, uma frigideira ou uma motoserra), o terceiro para o estojo de primeiros socorros ou um desfibrilhador, o quarto para molotov, “bile” ou pipe bomb que servem para atrair e matar zombies e o último para uma seringa de adrenalina ou um frasco de comprimidos.

Além das mutações e dos modos disponíveis, existem ainda Mods. O L4D2 está presente no Steam, uma plataforma de jogos e é lá que existe uma comunidade enorme de jogadores que criam Mods. Com os Mods, é possível jogar inúmeras campanhas criadas por jogadores, dar novas aparências aos zombies ou adicionar músicas ao jogo.

Actualmente os meus mods incluem o Tank ser o Shrek, o meu jockey é o Super-Homem, o Charger é o Machamp e a minha Spitter está vestida com roupa de Natal. Quando alguém me traz de volta à vida, oiço a música do PokeCenter e a música no mapa da montanha russa é a do RollerCoaster Tyccoon.  Estes mods trazem alguma diversão ao jogo mas também o podem tornar mais assustador. Existem mods para todos os zombies serem Teletubbies ou para os sobreviventes serem personagens do 5 Nights At Freddies.

É o jogo perfeito para grupos de amigos. Seja no modo campanha ou no versus, promete sempre umas gargalhadas e também umas quantas “azias”. É quase obrigatório jogar por chamada (Skype, discord ou no próprio chat de voz do jogo). Mesmo jogando sempre com amigos, é constante morrermos várias vezes, em especial quando aumentamos a dificuldade da campanha ou jogamos contra outros amigos em Versus.

Raramente jogamos actualmente contra pessoas que não conhecemos, pois já somos um grande grupo de amigos a jogar. Sempre que o jogo está em promoção na Steam (2.49), compramos para os amigos ou, então chateamo-los o suficiente para o comprarem. É um jogo divertido que exige jogo de equipa. É praticamente impossível jogar um mapa sem se jogar em equipa, em especial quando se está a jogar em versus. Só com esforço de equipa se mata o Tank sem a equipa ser aniquilada e só com esforço de equipa é possível incapacitar todos os jogadores.

Também é possível jogar a brincar, e jogar um versus a ver que equipa faz mais pontos a jogar o “salve-se quem puder”, mas a diversão está em jogar em equipa, em estar a falar ao mesmo tempo e passar algum tempo “juntos”, mesmo que não presencialmente. Posso atestar que a minha família se farta de me ouvir às vezes gritar “Jockey, jockey on me!” ou simplesmente berrar porque algum zombie especial apareceu de repente e me assustou.

É um jogo que se torna muito mais divertido com amigos, como acontece na maioria das coisas, e é uma boa compra em conjunto, para vários amigos, em especial com os packs em promoção.

Tags

Maria Capitão

(quase) Licenciada em Estudos Clássicos, sempre estive indecisa em qual seria a minha profissão de sonho: professora ou bióloga marinha? Ainda não me decidi totalmente e, para piorar, ser professora do quê? Latim? Português? Inglês? Enquanto não decido, passo o meu tempo livre a ler livros, ver séries e filmes, a ser voluntária numa associação de animais e a jogar videojogos, às cartas e jogos de tabuleiro com amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to top button

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: