Ciências e TecnologiaTecnologia

Haverá privacidade online?

Quando falamos em Internet não podemos deixar de ter em mente a questão da privacidade online. É certo que todas as nossas contas são protegidas por uma palavra-chave, mas será isso suficiente? Será isso impedimento para que invadam a nossa privacidade?

É claro que o facto de termos credenciais que nos permitem ser os únicos a ter acesso aos nossos próprios conteúdos nos acalma, mas, infelizmente, não é suficiente. Atualmente, é cada vez mais fácil conseguirmos corromper a privacidade de alguém sem que essa pessoa esteja à espera e é por esse motivo que devemos ter o máximo cuidado com os dados que revelamos, ou com o que dizemos sobre nós.

Quando falamos neste tipo de crimes, a nossa mente remete imediatamente para os casos de pedofilia, onde as pessoas, através de perfis de Facebook falsos, conseguem descobrir a nossa rotina, ou marcar encontros connosco, a partir de uma identidade falsa. Porém, existem muitos outros crimes para além deste. O facto é que uma simples compra na Internet, por exemplo, pode ser fulcral para uma fraude. É extremamente fácil, através de dados que divulgamos, por acharmos inofensivos chegarem até aos nossos dados mais privados e roubarem-nos o que quiserem. É necessário certificar-mo-nos de que não estamos a fornecer nenhuma informação que nos comprometa.

Se é fácil invadirem a nossa privacidade na Internet, talvez a culpa não seja tanto de quem a invade, mas principalmente nossa. Nós partilhamos constantemente fotografias que revelam o que estamos a fazer, onde estamos, onde estudamos. Se juntássemos todas as fotos que colocamos nas redes sociais numa sequência, rapidamente concluiríamos que toda a nossa vida está lá, para que toda a gente a possa ver. Isso é ter privacidade? Precisamos mesmo de partilhar com o mundo que recebemos o nosso primeiro salário? Precisamos de mostrar o nosso carro novo, ou a nova compra que nos fez tão felizes? Precisamos de partilhar com todos os sítios que frequentamos?

Cada vez mais as pessoas têm tendência a revelar mais sobre a sua vida do que deveriam. Não se limitam a partilhar apenas com as pessoas em quem confiam, mas com toda a gente que tenha acesso às suas redes sociais. Isso não será um atrativo para que invadam a sua privacidade?

Tags
Show More

Cátia Barbosa

Uma aspirante a jornalista que ama escrever, viajar, e que, acima de tudo, quer ser feliz.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Check Also

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: