Desporto

Frango de Helton retira «Dragões» da liderança

Um lance infeliz do guardião brasileiro causou a primeira derrota europeia ao FC Porto.

 

O Parque dos Príncipes encheu-se de adeptos parisienses e portugueses (a maioria deles emigrantes) para assistir ao encontro entre duas equipas que não estavam a passar por um bom momento nos países onde actuam. O Paris Saint-Germain vinha de dois encontros sem vencer, sendo um dos quais a eliminação dos quartos-de-final da Taça da Liga Francesa, aos pés do Saint-Étienne. Já o FC Porto havia sido eliminado pelo Sporting de Braga dos oitavos-de-final da Taça de Portugal.

Com ambas as formações já qualificadas para a próxima fase, este jogo servia fundamentalmente para decidir quem terminaria no topo do Grupo A, embora os «dragões» estivessem em vantagem visto que bastava um empate para a equipa de Vítor Pereira conservar a liderança. Foi, por isso, que o PSG entrou mais forte e nos primeiros dez minutos sufocou a defesa portista. Contudo, a primeira grande oportunidade pertenceu mesmo aos «azuis-e-brancos», com Jackson Martínez a fazer a bola rasar o poste direito da baliza de Sirigu (10’). Mas, rapidamente, a equipa francesa voltou ao ataque e Alex assustou Helton (14’). Sem surpresas, o PSG colocou-se em vantagem (29’) num cabeceamento fulgurante de Thiago Silva (que passou pelo FC Porto na época 2004/05), após um livre cobrado na esquerda por Maxwell. Uma vantagem que durou apenas quatro minutos. Aos 33’, Jackson desviou para a baliza um cruzamento de Danilo, a partir da direita, e recolocou os «dragões» no primeiro lugar do Grupo, o que levou o técnico português a festejar o golo alcançado de forma efusiva.

Os parisienses ainda reagiram e estiveram perto de marcar mas Helton fez uma enorme defesa ao cabeceamento de Ibrahimovic (42’). O guardião brasileiro voltou a estar em grande plano, já na segunda parte (50’), ao defender um remate de Ménez. Porém, lá diz o ditado que «no melhor pano cai a nódoa», e foi o que aconteceu a Helton. Aos 61’, um enorme frango do guarda-redes brasileiro (que, até este encontro, era o guarda-redes menos batido da Champions, a par do seu opositor da noite, Sirigu) permitiu que Lavezzi desse a vitória aos franceses. O golo do jogador argentino foi mesmo bastante festejado por Carlo Ancelotti – o técnico, de 53 anos, tem sido alvo de duras críticas e a imprensa francesa já o tinha dado como despedido, e esta vitória certamente que veio trazer algum alívio ao italiano. O FC Porto ainda podia ter empatado, pouco depois, mas Sirigu saiu bem aos pés de Jackson Martínez e, na recarga, Lucho González atirou por cima (69’).

No final do encontro, Vítor Pereira não escondeu a desilusão da derrota, à TVI24: «Vínhamos com a expectativa de ficar em primeiro lugar, era o objectivo claro, mas não foi possível. Foi um jogo difícil, em que tivemos alguns momentos de qualidade mas outros em que não conseguimos suster a qualidade do PSG. Não era esse o objectivo mas temos de passar para a próxima fase a acreditar na nossa qualidade.»

O FC Porto poderá, agora, defrontar equipas como o Schalke 04 e o Borussia Dortmund (Alemanha), o Málaga e o Barcelona (Espanha) ou o Manchester United (Inglaterra).

Os golos do encontro:

Tags
Show More

Nélio Moreira

Tenho 24 anos e sou mestre em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. A área que mais me agrada é o desporto. Adoro escrever sobre qualquer modalidade, embora dê um maior destaque ao futebol, pelo que o jornalismo desportivo é uma vertente à qual vou estar sempre ligado.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: