CrónicasGastronomiaLifestyle

Food all around Us

A propósito da estreia do filme O Chef, recordei-me que o último filme centrado em gastronomia a que assisti já tem alguns anos e veio do Brasil. Estômago é o seu nome e é simplesmente genial, mistura crueldade típica do Homem com a bênção da ignorância e da humildade. No entanto, muitos outros já foram filmados, para miúdos e graúdos, sob o mesmo tema: a alimentação, a nossa relação com ela, aquilo que comemos, o que não devemos comer e até alguns estranhos hábitos de consumo.

MC_foodallaroundus

“I’ll have what she’s having.”

(Estelle Reiner, in When Harry Met Sally )

Dramas, comédias – românticas, ou negras – , documentários, mais comerciais, ou alternativos, muito bons, ou medíocres, é um segmento para o qual existe sempre público, mas a lista é extensa e, quanto mais pesquiso, mais se me aviva a memória de um, ou outro que já vi há algum tempo e que merece destaque numa lista de filmes sobre comida. Dito isto, o que se segue é uma compilação de alguns títulos que vale a pena serem visualizados – uma espécie de Parte I – a que se seguirão outras. Não estão por nenhuma ordem específica, sendo que uns servem para nos divertir, outros para informar, ao passo que outros ainda nos mostram a perspectiva mais bizarra da questão.

Enjoy!

Estômago – Uma História Gastronómica (Brasil – 2007)

“No grande restaurante da vida, há aqueles que comem e os que são comidos. Raimundo Nonato encontra um caminho alternativo, uma vida para si próprio: ele cozinha para sobreviver e encontrar um lugar na sociedade. Chega à cidade sem dinheiro no bolso e começa a trabalhar como ajudante numa tasca decadente, lugar sórdido perdido no deserto urbano. Sob uma luz fria aprende a fritar ‘pastel’ e ‘coxinhas’, ultrapassando rapidamente o seu ‘mestre’, o proprietário da tasca. Nonato é ignorante, mas talentoso. Ele sabe como trabalhar a cozinha, e cedo também outros o percebem. A primeira pessoa a notá-lo, é Iria, uma prostituta, que não sabe cozinhar embora adore comer e que se envolve com ele. Então, Giovanni, o proprietário de Boccaccio (um restaurante italiano na vizinhança), oferece a Nonato um emprego como seu aprendiz. Mas uma reviravolta de eventos acaba por resultar numa “estadia” de Nonato na prisão…”

Site Oficial: http://www.estomagoofilme.com.br/

Ratatouille (EUA – 2007)

Remy é um jovem rato da zona rural francesa que chega a Paris, para descobrir que o seu ídolo, chef de cozinha está morto. Quando ele faz uma aliança excepcional com o novo e desajeitado empregado das limpezas de um restaurante, as aventuras culinárias e pessoais começam, apesar do cepticismo da sua família e do mundo, povoado de seres humanos que odeiam ratos…”

Site Oficial: http://www.disney.co.uk/ratatouille/

Julie and Julia (EUA – 2003)

Um intervalo de 50 anos separam as duas histórias reais das protagonistas deste filme. Quando Julia Child aparece na tela pela primeira vez, estamos no final da década de 40, e ela chega a Paris, ao lado do marido Paul Child, um diplomata que acaba de ser transferido para a embaixada americana em França. Um casal bastante improvável para os padrões mais tradicionais: uma mulher alta, um tanto desajeitada, mas com uma personalidade exuberante, e um homem pequeno, careca, discreto e perdidamente apaixonado por ela. Vamos acompanhando os dois turistas recém-chegados, com aquela dose extra de desinformação, que parece existir especialmente entre os americanos, e a sua descoberta por lá está longe de ser um segredo (a excelência da culinária francesa).

Apaixonam-se por ela e, numa época em que o lugar das mulheres não era exactamente nas cozinhas de restaurantes, Julia luta contra os preconceitos até conseguir penetrar na mais conhecida e prestigiada academia de gastronomia francesa, a Cordon Bleu. Na época, uma escola essencialmente masculina, que formava apenas a nata dos chefs de cuisine do mundo. Nesse mundo reservado para poucos, a dona de casa começa a sentir a necessidade de dividir o seu novo conhecimento com as suas compatriotas, do outro lado do Atlântico, e, ao lado de duas sócias francesas, inicia uma escola e faz mais tarde de um livro, Mastering the Art of French Cooking, com as suas mais de 700 páginas e 524 receitas. Demoraria uma década para ser concluído e tornou acessível, pela primeira vez, a culinária francesa para as donas de casa americanas.

É aqui que entra a segunda protagonista do filme, Julie Powell, que inicialmente parece não ter nada em comum com Julia Child, para além da nacionalidade. Num momento complicado da sua vida, depois de tentar escrever um livro e de desistir, trabalha num call-center da construtora responsável pelo projecto de reconstrução do World Trade Center, em 2002, após os atentados de 11/09. Com um trabalho stressante e sem perspetivas, a sua vida consegue ainda piorar um pouco mais, quando se muda para Queens. Incentivada pelo marido Eric Powell, embarca, então, no desafio ambicioso de fazer cada uma das 524 receitas descritas no livro de Julia Child, no período de 1 ano, dividindo a sua experiência com o mundo, através de um blogue.

Como Julia, Julie apaixona-se pela culinária francesa e fica tão obcecada pela cozinheira e pelo desafio, que parece pronta a ultrapassar todo e qualquer “obstáculo” que se encontre no caminho, mesmo o seu compreensivo marido, que chega a perder a paciência com os altos e baixos da bloguer em questão.

Site Oficial: http://www.sonypictures.com/homevideo/julieandjulia/

Blog de Julie Powell: http://juliepowell.blogspot.pt/

Woman on Top (EUA – 2000)

Isabella é cozinheira no restaurante do seu marido no Brasil. Quando ela descobre que ele lhe foi infiel, separa-se e muda-se para casa da sua melhor amiga, em São Francisco. Quando ele tenta reactar a relação, já ela é a sensual anfitriã de um popular programa de TV e cortejada por outro…

No Reservations (EUA – 2007)

Kate Armstrong é a Master Chef de um restaurante na moda em Manhattan, Nova Iorque. Dirige a sua cozinha com rapidez, coordena a criação e a preparação de todas as refeições de forma fantástica e é ela, pessoalmente, que emprata na perfeição toda a comida. Sendo uma pessoa intimidante, é aconselhada pela dona do restaurante (Paula) a fazer terapia. Quando a sua irmã morre num acidente de carro, a sua sobrinha de nove anos, Zoe, muda-se para a sua casa. Com todos os seus problemas, Paula contrata um novo cozinheiro-chefe para se juntar ao staff: Nick Palmer, uma estrela em ascensão na cozinha, com provas dadas, mas que prefere trabalhar sob as ordens de Kate. Porém, ela começa a sentir-se ameaçada por Nick, dado o seu modo pouco ortodoxo de dirigir a cozinha, ouvindo ópera, enquanto cozinha, e fazendo rir o staff.

Chocolate (Reino Unido/EUA) – 2000

A história começa com a chegada de uma mulher, Vianne Rocher e da sua filha Anouk, à pequena aldeia francesa de Lansquenet-sous-Tannes. Trazidas pelo vento, dias antes do Carnaval, instalam-se e abrem a Pralina de La Céleste, uma chocolaterie. Depois do choque inicial de mentalidades, Vianne começa a ser respeitada e até consultada pelas pessoas da aldeia, o que deixa o padre de Lansquenet-sous-Tannes, Francis Reynaud, enfurecido.

Reynaud tenta de tudo para que as pessoas se mantenham afastadas da loja de Vianne, para que ela parta da aldeia, mas o seu conflito com ela torna-se numa cruzada pessoal, quando Vianne anuncia “O Grande Festival de Chocolate’, a realizar-se no Domingo de Páscoa.

Site Oficial: http://www.bacfilms.com/site/chocolat/

Fontes: Wikipédia, IMDB
Tags
Show More

Marisa Coelho

Eu, curiosa aprendiz de tachos e letras, inspiro-me nas referências do digníssimo trabalho de outros e dou-lhe o meu cunho pessoal. Conto estórias com personagens, tempos e espaços, condimentadas q.b.
E sempre em busca do ingrediente perfeito que muitas vezes se encontra na Dita paixão do que se faz.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: