Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
SociedadeSociedade

Era uma vez a casa de banho da Barbie

Na minha altura de criança – que convínhamos não foi assim há tanto tempo (quero eu acreditar com todas as forças, enquanto cerro os punhos e os olhinhos na esperança que o desejo se concretize) –, as meninas brincavam com bonecas e os meninos com carrinhos. Era assim, pronto. Não havia mal nenhum nisso, mas também não se discutia o assunto até à exaustão como nos dias de hoje. No entanto, eu nunca fui de seguir padrões e era menina com M maiúsculo para jogar ao berlinde (será que ainda se diz assim?), lançar o pião, andar de bicicleta ladeira abaixo e esbardalhar-me de cima de uns patins de 4 rodas, daquelas paralelas lado a lado e que se calçavam por cima dos sapatos.

Felizmente, sempre tive a liberdade de brincar com aquilo que mais aventura trouxesse, sem imposições de género ou coisa que o valha. Vai daí, que um belo dia, vejo no supermercado da aldeia a coisa que mais me encantou naquela altura da vida:

– Senhoras e senhores, a casa de banho da Barbie!

Atenção que não era a Barbie sereia, a Barbie grávida ou a Barbie e o Ken. Era a casa de banho!

Para mim, aquela pequena amostra de sanita, bidé e lavatório faziam todo o sentido, ora não fosse a casa de banho um sítio usado por toda a gente! Chateei a minha mãe, o pai, o tio e os avós até a conseguir e consegui!

A casa de banho da Barbie veio para a minha casa, contudo, não era a Barbie quem a utilizava. Ora, vejamos: há 25 anos, as Barbies não se vendiam em qualquer sítio e não eram propriamente baratas. Ainda que hoje em dia também não sejam, infelizmente, caminhamos nesta estrada cheia de buracos, fendas e falhas em que dar tudo aos filhos é que é bom e correcto, mas, na minha infância, não era assim e ainda bem!

Eu não tinha Barbies, até porque não lhes achava piada nenhuma, eram altas (e eu era baixinha), eram magras (e eu era gordinha), tinham maminhas (e eu ansiava por tê-las), eram louras (e eu era morena)… Portanto, está-se mesmo a ver que eu sempre preferi as Barriguitas! Como o próprio nome indica, assemelhavam-se muito mais à minha pessoa.

A casa de banho era gira, as Barbies não! Nem me fazia sentido nenhum sentar a lady da Barbie na sanita! Coisas…!
Não sei se o facto da fisionomia da Barbie não ser semelhante à minha terá sido o motivo pelo qual não a ambicionava. Sei que, felizmente, esse modelo tem vindo a desconstruir-se e a dar lugar a algo bem mais ajustado àquilo que é a nossa sociedade, pois, desde a sua criação em 1959, a Barbie é criticada por grupos feministas por perpetuar padrões de beleza e, pela primeira vez, em 2016, esta muda de formato, surgindo, então, com novos tamanhos, formas de corpo, cor de pele e cor de cabelo. Porque a verdade é que nunca sonhei ser uma Barbie (com tudo o que isso implicaria), nem nessa altura, nem depois de crescer, mas há quem sonhe. Há miúdas que tomam aquele exemplo de mini-pessoa como a pessoa adulta que querem vir a ser, ou pior, que acreditam ser o indicado, por ser o modelo a que têm acesso.

Embora estejamos no bom caminho naquilo que é a imagem e a mensagem que passamos aos nossos filhos, serei sempre do team Barriguitas!

Calhando, um destes dias tenho a miúda a perguntar-me se devemos ser todos barrigudos…! Oh well…!

Tags

Susana Correia

Auto-didacta que sempre teve na escrita a sua melhor forma de comunicação. Acredita que tudo acontece por um motivo, na força e no poder do pensamento e em energias positivas e negativas. Sabe que o amor é a resposta, independentemente da pergunta, e quando lhe perguntam qual é o seu, responde, sem hesitar, que é a filha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Check Also

Close
Back to top button
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: