HistóriaSociedade

Entre realidade e ficção: Lawrence da Arábia

Um estojo de couro, forrado a zinco, preservado por quase um século nos cofres do Banco de Inglaterra vai agora ser exibido, entre outros objectos, numa exposição que esta instituição leva a cabo, tendo sido inaugurada a 31 de Março passado.

Embora a etiqueta que ostenta não indique que objectos continha, informa que o seu possuidor original teria sido um tal de capitão Blair Imrie. Um livro de 1936 cataloga esta caixa como sendo um estojo para o transporte de ouro em camelo, no deserto. Todavia, de acordo com a tradição oral do Banco, transmitida entre gerações de trabalhadores bancários esta bolsa teria sido emprestada pelo banco, durante a Primeira Guerra Mundial, a Lawrence da Arábia (1888-1935), para este efectuar o pagamento em ouro para recompensar os árabes que foram recrutados para combater o Império Otomano.

PU_entrerealidadeeficcao_1
Thomas Edward Lawrence

Thomas Edward Lawrence nascera em 1888 no País de Gales, sendo filho de Sir Thomas Robert Tighe Chapman, 7º barão de Wstmeath, e de Sarah Hunner, antiga governanta deste. O casal vivia em união de facto, visto Thomas Robert ser casado e pai de quatro filha, família essa que abandonara.

Thomas Edward fora o segundo filho do casal e licenciara-se em História. Em 1911, fora assistente das escavações arqueológicas levadas a cabo pelo Museu Britânico em Carquemis, nas margens do rio Eufrates. Terá sido nessa altura que se tornara agente secreto do governo Britânico, recolhendo informações sobre a construção dos caminhos-de-ferro otomanos, potência aliada da Alemanha, e convocado para as forças armadas de Inglaterra no início da Primeira Guerra Mundial.

Teria sido durante o conflito que iniciara a redacção da sua participação no conflito, que intitulou Sete Pilares de Sabedoria, publicado após a sua morte e adaptado ao cinema em 1962 por David Lean, tendo sido galardoado pela Academia de Hollywood com vários Óscares (melhor filme, melhor realizador, melhor edição, melhor direcção artística, melhor fotografia, melhor sonoplastia e melhor banda sonora). Recebera ainda as nomeações de melhor actor principal (Peter O’Toole), melhor actor secundário (Omar Sharif) e melhor argumento adaptado.

Jennifer Adam, a curadora do Museu do Banco de Inglaterra, encontrou outras ligações entre o Banco e o próprio Lawrence, nomeadamente correspondência. Embora nesta não haja qualquer referência ao objecto, a existência desta correspondência sugere que a caixa poderia efectivamente ter-lhe pertencido e assim explicaria que um objecto, aparentemente sem valor, tenha sido mantido.

Em 1928, o Banco de Inglaterra oferece a Lawrence um trabalho muito improvável – o de vigilante nocturno do Banco. De acordo com a curadora do museu desta instituição, esta proposta poderia, na verdade, oferecer a Lawrence uma posição em que poderia continuar a escrever, longe do olhar do público. Todavia, esta proposta não daria em nada.

A segunda carta data de seis anos depois, em 1934, contendo uma proposta igualmente estranha. O governador do Banco de Inglaterra, Montagu Norman, oferecia-lhe o lugar de “Secretário do Banco”, por Lawrence ser uma figura pública fora e dentro do próprio Banco. Segundo Jennifer Adam esta seria uma proposta privada do então governador, visto não existir qualquer outro registo acerca desta proposta. De facto, os superiores militares hierárquicos de Lawrence consideraram-no instável, sendo de supor que dificilmente estaria à altura do desempenho de tal cargo. O que é certo é que a ideia nunca foi retomada. Em 1935, Lawrence deixa o serviço militar e morre num acidente de moto, até hoje envolto em algum mistério, visto não se saber ao certo se se tratou de um acidente, ou de suicídio.

Tags
Show More

Pedro Urbano

Nasceu em Lisboa em 1979, tendo frequentado o antigo Liceu de Setúbal. Licenciou-se em História pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e é actualmente doutorado em História pela mesma Universidade, onde também concluiu o mestrado em História Contemporânea.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: