Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CrónicasEuropaPolítica

Dos “Políticos barco à vela”

Já aqui abordei a questão dos Refugiados e a minha posição mantem-se pelo que não haverá muito mais a acrescentar à minha visão sobre o facto de estarmos a falar de Seres Humanos que fogem do seu País e são tratados como lixo pelos Europeus.

Contudo o que me traz de volta a esta temática é a conclusão de que nos dias que correm temos por esta Europa fora a pior escória que alguma vez poderia ter surgido na classe política Tal fenómeno é transversal a todos os Países Europeus cujos Políticos deixaram de ser Humanos e se transformaram numa espécie de barco à vela que vira consoante o vento. Se a populaça está numa de “Refugiados rua” eis que temos uma grande parte da Classe Política silenciosa ou a levar a cabo atitudes preconceituosas. Já quando a populaça resolve entrar numa de “pobrezinhos dos Refugiados vamos todos dar as mãos e ajuda-los” eis que a Classe Política entra numa de “vamos ajudar todos os que pudermos”.

David Cameron, actual Primeiro-ministro Britânico, é um bom exemplo destes “Políticos barco à vela”. Antes de uma criança Síria ter sido encontrada sem Vida numa Praia porque a embarcação onde seguia naufragou num dos mares do Mediterrâneo eis que os Refugiados eram recebidos á porta de Inglaterra com Polícia, cães, redes, vedações e outras coisas tais. Inclusive o Parlamento Britânico aprovou uma Lei que punia severamente quem desse trabalho aos Refugiados.

Ainda não há muito tempo Cameron referia-se aos Refugiados como Ilegais que deviam ser barrados à força em Calais. Agora, após ter sido tornada pública a foto do menino Sírio morto, eis que o mesmo Cameron vem anunciar medidas de apoio aos Refugiados e disponibilidade para receber alguns dos outrora “ilegais”,

Mas Cameron não é o único a fazer figuras tristes. Angela Merkel mostra agora uma grande abertura e compreensão sobre o dilema dos Refugiados, mas esta mesma Sra. já teve um acto de pura frieza perante uma Refugiada Palestiniana num Programa Televisivo Alemão. Em França ainda vigora um silêncio atroz sobre o assunto e pela Península Ibérica começou-se a reagir e a dar enfâse ao enorme problema que o Ocidente criou depois de todos termos visto a fatídica fotografia.

Obviamente que muitos dirão que mais vale tarde do que nunca e que os Políticos Ingleses, Alemães, Franceses, Portugueses e Espanhóis sempre tem uma atitude racional e humana ao contrário do Executivo Húngaro, mas estas reacções e medidas pecam por tardias. São demasiado tardias! Não servirão nunca para a resolução do problema mas sim para desagravar um pouco a situação porque o cerne da questão não é somente o de se receber e tratar os Refugiados como Seres Humanos. É antes acabar com o sofrimento destas pessoas que fogem da Guerra, Fome, Miséria, Doença, Perseguição, Racismo, Preconceito, etc. atacando o problema na sua origem!

Mas uma coisa é ir despejar bombas e entrar com tanques em Estados que não tem capacidade sequer para disparar uma fisga e outra bem diferente é fazer tais coisas contra um Estado/Grupos Radicais que foram treinados e “armados até aos dentes” pelo Ocidente…

Tags
Show More

Pedro Silva

"É preciso provocar sistematicamente confusão. Isso promove a criatividade. Tudo aquilo que é contraditório gera vida." (Salvador Dalí) Crítico, opinativo e com mente aberta. É isto que caracteriza um Cronista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: