Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CulturaEntrevistasMúsica

Descobrindo os General Sem Medo

De um projecto pessoal surgiu uma banda, de um nome conhecido surgiu uma homenagem, não só ao homem, mas também à música portuguesa em si. Humberto Delgado não quer desistir de cantar em português, pois é algo que enriquece a cultura do projecto, consegue ainda fundir a slide guitar com outros sons e fazer música suave, mas marcante. Sem medo de arriscar no mundo da música, este homónimo do grande general mostrou ao Repórter Sombra o single “O Agora” e contou-nos os seus planos para o futuro.

Humberto, quem são os General Sem Medo?

General Sem Medo  é um projecto pessoal,  uma viagem constante pela música, em busca de um caminho próprio que cruza paixão, verdade e vontade.

Foi devido ao teu nome que se chegou ao nome do projecto?

Foi justamente por me chamar Humberto Delgado que surgiu a ideia do nome do projecto. O meu homónimo General foi uma personalidade incontornável e emblemática da história do nosso país, um destacado opositor ao antigo regime salazarista, pelo que foi apelidado pelo povo de General Sem Medo. Esta coincidência foi o motivo da escolha do nome e havendo tantas ruas, avenidas, largos, com o nome de General Humberto Delgado, porque não um projecto musical com o cognome que lhe foi atribuído pelo povo… General Sem Medo.

O que é o slide guitar? E como se funde com a restante composição da banda?

Slide guitar é uma forma de tocar guitarra, em que se utiliza num dos dedos um pequeno tubo oco cilíndrico, feito de metal, vidro, ou cerâmica. Deslizando esse tubo pelas cordas  da guitarra obtêm-se um som muito característico, normalmente associado à música havaiana, mas passou a ser utilizado também no Rock, Country e Blues. Basicamente, quis trazer essa de forma de tocar guitarra e fundi-la com outros géneros musicais num projecto assumidamente em português.

Ouvi “O Agora” no Youtube e confesso que adorei, sobretudo, porque está em português, é uma boa aposta cantar na língua mãe?

Obrigado pelas simpáticas palavras. Não sei se é uma boa aposta, ou não cantar na língua mãe,  para mim não faz sentido ser de outra forma, é a língua que falo, que escrevo, é a minha língua… É, portanto, em português que quero deixar uma mensagem. Não obstante disso, considero-a  de uma grande riqueza cultural, histórica e poética, ou não fosse a língua de Camões.

Senti que a sonoridade é leve e marcante, como é trabalhar para tal, para se ser diferente de outras bandas?

Não existe conscientemente a intenção de ser diferente, existe sim a vontade de fazer algo bem feito, procurando alguma originalidade nisso, se é que isso ainda seja possível, explorando acima de tudo a sonoridade característica do Slide Guitar.

Como conseguem juntar as ideias de todos os elementos?

Até agora as letras, composições e arranjos  têm sido meus , poderá eventualmente  haver algumas participações de amigos músicos, ou de elementos  que estão no projecto, mas é no  meu modesto homestudio  que surgem e trabalho essas ideias, que posteriormente terão a interpretação e cunho pessoal de cada músico e seu respectivo instrumento.

Para ti, como líder deste projecto, como é gerir tudo o que vos envolve? Desde as ideias à gestão não musical.

Por vezes, não é fácil gerir, é um  facto, mas mais difícil que gerir, é o trabalho que existe inerente a tudo. Para as coisas acontecerem, há todo um trabalho que vai muito para além daquilo que se vê, ou ouve. A força motora que realmente tem a capacidade de fazer gerir tudo isto, resume-se a uma única palavra e chama-se… Paixão.

No panorama musical actual, consideras-te um general sem medo? Que não tem medo de arriscar mais a cada dia. ?

[risos] Não me considero um General Sem Medo, nem tenho a pretensão de sê-lo, mas medo de arriscar não tenho nenhum. Musicalmente farei exactamente aquilo que quero fazer de acordo com a minha vontade e verdade, sem que me imponham regras ou padrões. Neste sentido e bem lá no fundo,  talvez exista em mim um pequeno General Sem Medo.

Quais são os planos para o futuro?

Em breve, será divulgado um novo single e respectivo videoclip, através das redes sociais, ainda propósito da apresentação e divulgação do projecto. Paralelamente, está a ser pré-produzido aquilo que será o primeiro disco do General Sem Medo.

Onde poderemos ouvir-vos?

Actualmente, a melhor forma de nos ouvirem, acompanharem, saberem notícias, ou novidades é através de www.facebook.com/GeneralSemMedo

Define o General Sem Medo numa palavra.

Paixão.

Tags

Inês Faro

Estudante de Línguas e Literaturas Modernas na Faculdade de Letras da Universidade. Vivo para a música e grande parte dos meus interesses está nessa arte, nesse mundo tão vasto e com tanto ainda por descobrir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Check Also

Close
Back to top button

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: