Bem-EstarLifestyle

Conexões dos Signos para Janeiro

Um pouco mais tarde que o habitual, as Conexões para o mês de Janeiro chegam sempre a tempo de nos dar orientações para estas próximas semanas. O início do mês já foi forte e revelador, com muitos acontecimentos nas nossas vidas e exteriormente, pelo que estas mensagens irão, com certeza, auxiliar-nos a ver todos os acontecimentos com outro olhar.

As Conexões para a energia dos Signos revelam-nos, juntamente com a energia do Tarot, mensagens, orientações e ideias para as doze dimensões do Ser que estão sempre a operar connosco. Através destas conexões, poderão ver a mensagem quer para o Signo Solar (o “nosso” signo), quer para o Signo Ascendente (se for diferente), e compreender ainda melhor o trabalho a fazer neste mês! Para além da Conexão dos Signos, e já para começar, uma mensagem geral para os próximos dias!

 

Janeiro

O início de um ano é sempre um momento de reajuste. Depois da movimentação do final de Dezembro, Janeiro pede-nos para sedimentarmos as nossas decisões e focarmo-nos no nosso caminho. Este início de ano já está a ser muito intenso e a mensagem que o Tarot nos traz está totalmente em sintonia com os dias que estamos a viver. O 2 de Copas é uma carta de profundo amor e partilha, que nos pede que possamos, acima de tudo, escolher esse mesmo caminho. Viver com Amor ou num sentido inverso é uma escolha individual que determina toda a forma como encaramos a vida. Quando vivemos em Amor, vivemos em sintonia com o nosso Eu, e isso traz-nos uma estabilidade e uma plenitude que mais nada nos poderá dar. Contudo, se pelo contrário, vivemos na energia do medo, da raiva, do rancor e do ódio, então é uma dualidade que se apodera de nós, que nos divide e, lentamente, nos destrói. Então, o que a nossa conexão nos traz é a necessidade de olharmos para a nossa vida e escolhermos viver em Amor, pois só dessa forma, efectivamente, poderemos ultrapassar todos os obstáculos e encontrar a felicidade.

 

Carneiro

Calma e tranquilidade é o que é pedido à energia de Carneiro para este mês de Janeiro. Será que existem assim tantas razões para continuarmos algumas lutas interiores? Será que necessitamos dessa energia em nós? Claro que não! A Temperança é uma poderosa carta que pede-nos, exactamente, que transmutemos a energia que temos vindo a libertar, nomeadamente através de escolhas e cortes que temos feito, em esperança, fé e elevação do nível de consciência. É da coragem de enfrentarmos os nossos desafios que reconhecemos a nossa essência e nos conseguimos libertar daquelas questões que nos têm vindo a atrasar na nossa caminhada. Contudo, para que isso possa acontecer de forma correcta e frutuosa, é preciso compreender também que não podemos viver mais na impulsividade nem na reacção, mas sim na paz interior e na calma que nos permite reencontramo-nos connosco mesmos. Se o soubermos fazer, conseguiremos transformar todas aquelas coisas que temos vivido e sentido no mais profundo Amor.

Touro

O Mago traz-nos uma energia de arranque e de início! É isso mesmo que acompanha o signo de Touro por estes próximos dias. É tempo de dar um novo rumo, de começar algo de novo. Acima de tudo, é necessário tomar consciência de que já temos tudo o que precisamos para iniciar uma nova etapa na nossa caminhada. Já chega de ficarmos presos ao sofá, à nossa zona de conforto, a medos e receios, a dúvidas e à constante criação de obstáculos onde eles, tantas vezes, não existem. Agora é o momento de reconhecermos o nosso valor e que queremos chegar mais longe, atingir novos objectivos, novas metas. Esta poderosa carta lembra-nos que quando damos o primeiro passo, focados em nós mesmos, totalmente conscientes de onde queremos chegar, então o Universo auxilia-nos e inspira-nos. Sejamos então capazes de darmos esses passos, por mais pequenos que sejam, de arriscar sermos diferentes e únicos, de sentirmos a vida em nós.

Gémeos

O maravilhoso e emocional 10 de Copas vem presentear a energia de Gémeos com a sua suavidade e harmonia. Sim, é disso que vamos tratar este mês, é desse reencontrar connosco mesmo que nos leva a sentir uma harmonia e uma paz dentro de nós incomparável. Afinal, o que é verdadeiramente importante para a nossa vida? Quem são as pessoas com quem realmente vale a pena estar e partilhar a nossa vida? Esta maravilhosa carta lembra-nos que aquela paz de espírito, aquela harmonia que tanto procuramos, só é possível quando reconhecemos as emoções que habitam em nós e lhes damos a sua própria voz, sem as subjugarmos ao nosso racional, sem as castrarmos, sem as prendermos. Este mês, olhemos para essas (ou essa) pessoas que estão à nossa volta, aquelas com quem partilhamos a nossa vida, e saibamos reconhecer todo o amor que, em cada dia, podemos fazer crescer na ligação com elas. É tempo também de fechar um ciclo em relação a questões familiares e emocionais, para que possamos sentir que estamos a dar passos efectivos na nossa felicidade.

Caranguejo

Se no mês passado tivemos de olhar para nós, de forma a integrar as questões que andámos a transformar, neste mês é tempo de ver mais longe na nossa vida e direccionar toda essa energia. O 3 de Paus lembra-nos que é preciso saber definir objectivos, mas também investir neles. De nada serve apenas defini-los e depois ficar sentado no sofá à espera que eles se concretizem. Como uma planta que necessita do nosso cuidado, de alimento e protecção, também os nossos propósitos e objectivos precisam da nossa dedicação. Contudo, a mensagem que esta carta nos traz vai muito para além disso. É o tempo também de abrirmos o nosso olhar e os nossos horizontes, ver para além daquilo que os nossos olhos observam e do que os nossos medos nos limitam. Há uma profunda escolha pela entrega a cada um dos nossos trilhos que precisa agora de ser aceite e vivida dentro dos nossos corações para podermos arriscar na nossa busca pela mais profunda felicidade. Quando o foco em nós mesmos é absoluto e estamos em sintonia total com a nossa essência e o nosso propósito, conseguimos ver muito longe, mas ao mesmo tempo compreender que o passo mais importante é aquele que temos de dar de seguida.

Leão

Depois de meses a trabalhar energias muito fortes e intensas, e embora os desafios ainda não tenham terminado, agora também é tempo de relaxar um pouco. O 3 de Copas é uma carta muito positiva que nos pede para sabermos celebrar, não só as grandes vitórias como, e às vezes principalmente, os pequenos passos que damos. Durante estas semanas somos também chamados a compreender e a valorizar o que realmente nos faz feliz, o que realmente nos enche o coração. São essas pessoas e situações que temos de alimentar e acarinhar nas nossas vidas. Já chega de darmos importância ao que, na realidade, é fruto dos nossos medos, das nossas dúvidas, do nosso ego, da necessidade de sermos aceites e amados, das nossas carências e apegos. Quando damos valor ao que realmente é valioso, ao que enche o nosso coração de amor e harmonia, então vivemos na alegria do que a vida tem para nos dar. Este mês, relaxe um pouco e desfrute da vida. Sorria, celebre e partilhe, pois os sentimentos ampliam-se quando os sabemos partilhar.

Virgem

Mais um mês de intensa energia para Virgem, é o que nos reserva o Pagem de Ouros. Os últimos meses têm-nos trazido diversas cartas da Corte, o que nos recorda que o Universo está a colocar nas nossas mãos o sentido e a direcção das coisas na nossa vida. Esta carta representa uma oportunidade que nos está a ser dada, uma oportunidade de reconhecermos todo o trabalho que temos vindo a fazer e de receber os seus dividendos. Muitas vezes, observamos para o que a vida nos dá e perguntamo-nos como aquilo pode ser o fruto de tudo o que temos investido. Contudo, é com a mais profunda gratidão por todas as coisas, mesmo aquelas que não nos parecem as mais justas, que conseguimos compreender que até aí o Universo manifesta o seu perfeito equilíbrio. Este é, sem dúvida, um mês de oportunidades, inaugurando um ano que, embora duro, pode ser de uma enorme evolução. No entanto, é preciso sabermos abrir os braços e o coração para receber as dádivas, mesmo as que nos parecem menos simpáticas. Compreendamos também que só recebemos aquilo para o qual nos sentimos merecedores. Então, talvez tenha chegado a altura de deixarmos os medos e dúvidas de lado e reconhecermos quem somos, em pleno, embora sempre revestidos da mais profunda humildade.

Balança

A energia de Balança tem um dos mais importantes desafios entre os signos neste mês. O 2 de Paus transporta-nos a uma dualidade que, em alguns momentos nas nossas vidas, é necessário ser resolvida. Depois de tanto movimento nos últimos meses, é preciso olhar para dentro de nós e observar essas vitórias que temos tido. Sim, é verdade que atingimos alguns objectivos e que conseguimos superar algumas metas. Contudo, observemos atentamente e saibamos responder à simples pergunta: é isto que eu quero para mim? Tantas vezes nos propomos a desafios, porque genuinamente achamos que eles representam aquilo que precisamos de atingir. Tantas vezes conseguimos obter coisas muito boas e que até nos ajudam a estarmos bem. Contudo, será que era isso mesmo que precisávamos para sermos felizes? Ou será que foi apenas um escape para não termos de lidar com algumas partes de nós, do nosso caminho, com as quais não nos sentimos assim tão confortáveis? Sejamos honestos connosco mesmos, saibamos ultrapassar a nossa zona de conforto e arriscarmos procurar aquilo que realmente nos falta, aquilo que realmente nos fará feliz!

Escorpião

Saturno saiu do signo de Escorpião (embora lá irá voltar durante algum tempo, daqui a uns meses) e automaticamente sente-se o efeito de todo o trabalho, todo o esforço e todos os desafios que nos foram apresentados nos últimos anos. Agora que todas as provas passaram, é tempo de compreender que já existem resultados e que é preciso continuar a avançar. É disso que o 6 de Espadas nos vem falar e é a sua energia que vem pautar este mês para a densa e intensa energia de Escorpião. Esta carta diz-nos que o mais difícil do período de desafios já passou e que agora, embora muitas peças ainda precisem de ser encaixadas, é tempo de deixar a vida fluir e de compreender que há uma paz maior que nos espera, desde que também a saibamos aceitar. Este mês é tempo para parar um pouco e observar a nossa vida, tomando consciência do que já foi feito e do que ainda há para ajustar. É natural sentirmo-nos moídos ou cansados destes últimos tempos, até porque parece que a vida levou uma grande reviravolta, mas o mais importante é compreendermos que precisávamos de todos estes processos para agora podermos renascer, mais cientes de quem somos, mais focados em nós mesmos. É dessa aceitação que a serenidade desta carta pode surgir à nossa frente e compreendermos que não precisamos de continuar no sofrimento nem na luta.

Sagitário

Maravilhosa carta a que a energia de Sagitário tem para este mês. O Papa é uma das mais fortes cartas de protecção que o Tarot tem e uma das que nos traz maiores bênçãos. Depois de todos os desafios, o Papa vem-nos mostrar que tudo fez o percurso que deveria ter sido feito e que devemos ser gratos por cada passo, ainda que os mais difíceis, tantas vezes, nos tenham feito sofrer. Em todos os caminhos existe um processo de aprendizagem que necessitamos de respeitar, pois é esse crescimento que nos permitirá crescer e evoluir nos nossos objectivos. Contudo, é também preciso saber avançar nos momentos certos, e agora é, sem dúvida, um deles. O Papa traz-nos protecção e orientação, pelo que neste mês os passos a dar, se forem assumidos com fé, entrega e dedicação, serão alavancados pela energia desta carta e funcionarão como sementes que estaremos a plantar. Se soubermos alimentar com esperança e amor por quem somos essa sementeira, ela irá dar frutos mais brevemente do que imaginamos. Mais do que uma promessa, o Papa traz-nos este mês uma confirmação do nosso caminho. É tempo então de dar os passos que sabemos que temos de dar, com confiança e entrega, com aceitação do nosso percurso.

Capricórnio

A energia de Capricórnio é a que tem, sem dúvida, o desafio mais forte deste mês, com o intenso e profundo 8 de Copas a ditar os próximos dias. Os desafios dos últimos meses têm sido fortes e precisamos de reconhecer que muito trabalho interior tem sido feito. Agora, o que esta carta nos pede é que saibamos olhar para a nossa vida e libertarmo-nos de tudo o que nos tem impedido de avançar, mesmo que sejam pessoas ou situações com as quais, aparentemente, está tudo bem. Ao longo dos nossos processos vamos mantendo coisas que, embora não nos façam declaradamente mal, constituem pesos que carregamos na nossa jornada. De mochila cheia de coisas que não precisamos para nada não conseguimos escalar a montanha, pelo que é preciso libertarmo-nos de tudo o que retira-nos energia para avançarmos. Esse é o segredo desta carta, a libertação de todas aquelas estruturas, nomeadamente emocionais, e apegos, que são verdadeiros obstáculos para podermos encontrar a felicidade. Este mês, permitamo-nos libertar de tudo o que já não nos faz falta e apenas nos agarra a um passado do qual precisamos de avançar. Não tenhamos medo, apenas a verdadeira consciência da energia que cada situação nos oferece. Se não nos permite evoluir, então está na altura de deixar para trás.

Aquário

A energia de Aquário tem uma maravilhosa mensagem para este mês. O 6 de Paus é uma carta que contém em si uma excelente energia de confirmação de que tudo o que temos feito está a levar-nos para o caminho que realmente é o nosso. No entanto, é preciso manter a força e a determinação, pois estamos ainda no caminho, ainda não chegámos aos nossos objectivos. Esta carta lembra-nos que é da dedicação, persistência e resistência que se fazem os verdadeiros vencedores, aqueles que têm a consciência do seu caminho e que se entregam a ele sem qualquer dúvida ou receio. Então, neste mês, é preciso reconhecermos o nosso caminho e darmos uma força extra na nossa vontade de o concretizarmos. Ainda que surjam obstáculos, ainda que os medos nos assolem tantas vezes, não nos podemos dar ao luxo de perder a força, pois só com essa vontade de chegar mais longe e de vencer é que podemos ultrapassá-los. Saibamos, assim, fazer o que de melhor sabemos, sermos originais nas nossas soluções, olharmos mais à frente do que o nosso tempo e simplesmente viver.

Peixes

Depois de um mês complexo e forte como o anterior, novas portas e novos caminhos se abrem à nossa frente. O Ás de Paus é uma forte carta que nos mostra que dentro de nós está a força para abraçarmos todos os desafios e para abrirmos todos os caminhos. No entanto, é preciso reconhecer essa força em nós, aceitá-la e permitirmo-nos vivê-la intensamente. Como uma fogueira, o nosso coração e a nossa vontade precisam de ser acesos e alimentados. Se nos deixarmos consumir pelas nossas divagações emocionais, pelos nossos medos e anseios, a fogueira rapidamente apaga-se e não temos forças para ultrapassar os obstáculos. Esta carta pede-nos que saibamos reconhecer em nós a centelha de força e dinamismo que nos permite ultrapassar todo e qualquer obstáculo, todo e qualquer desafio. Muitas vezes, ficamos parados no meio de todas as nossas emoções, não só pela sua intensidade, mas também por não sabermos lidar com tudo o que vamos vivendo. Por isso, esta carta é tão importante para o momento presente, em que Marte e Neptuno navegam pelo signo de Peixes, amplificando tudo o que sentimos, necessitando da força e do dinamismo para não ficarmos, literalmente, a flutuar.

Artigo originalmente publicado no site www.leonardomansinhos.com
Tags
Show More

Leonardo Mansinhos

Nasci em Lisboa em 1980 sob o signo de Virgem e com Ascendente Capricórnio. Quando era pequeno descobri uma paixão por música, livros e por escrever. Licenciei-me em Organização e Gestão de Empresas pelo ISCTE e trabalhei durante quase uma década nas áreas de comércio, gestão e, principalmente, Marketing, mas desde muito cedo interessei-me pelo desenvolvimento espiritual. Comecei como autodidacta há mais de uma década em diversos temas esotéricos, nomeadamente em Astrologia, e, mais tarde, descobri no Tarot uma verdadeira paixão. Hoje dedico-me a esta paixão através das consultas de Tarot e Astrologia, assim como de formação, palestras e artigos nas mesmas áreas. Em 2009 co-fundei a Sopro d’Alma, um espaço de terapias holísticas e complementares, dedicado ao ser humano e onde dou as minhas consultas, cursos e palestras. Procuro, acima de tudo, ser um Ser todos os dias melhor, pondo-me ao serviço da sociedade através de tudo o que sou.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: