Bem-EstarLifestyle

Como mudar

Emoção e razão devem caminhar juntas para que não sejam pregadas partidas inesperadas. Há quem pense começar um regime de dieta ou cumprir um plano de exercícios semanal, mas depois desiste e a frustração chega pela perda de dinheiro. Aquele mês já tinha sido pago e não se deu continuidade. A motivação esmoreceu e o lado emocional ficou abalado.

Não existe um guião para mudar a personalidade, mas existem formas de se adaptar e de aliviar a tensão entre o seu lado emocional e o racional. O lado emocional está constantemente a desafiar o lado racional que pensa sempre na forma mais correcta de agir perante uma situação. O emocional foge e o racional obriga a enfrentar. É uma luta diária entre duas partes que raramente se entendem.

Embora exista uma grande dificuldade em mudar a personalidade, há formas de se conseguir domesticar a emoção. Aqui depende se a pessoa tem um código mental fixo ou construtivo. O primeiro fixa as habilidades e faz com as pessoas pensem que erram constantemente e que todos os desafios que agarram vão ser um fracasso. Já as pessoas que têm um código mental construtivo acreditam fielmente na capacidade de aceitação de desafios sem medo que corra mal. São pessoas que aceitam as críticas e que as vêem como forma de crescimento.

Mudar 2A personalidade, porém, condiciona a forma como agimos no dia-a-dia. São todos diferentes e todos iguais ao mesmo tempo, mas todos insubstituíveis. É a personalidade que ajuda a descobrir quais os aspectos que mais se deve realçar para uma melhor integração social. Existem os traços – agressividade, sensibilidade, introversão ou extroversão -, as capacidades cognitivas – inteligência e sentido de humor – e ainda as motivações e os desejos que guiam numa ou noutra direcção.

As interpretações da realidade são distintas conforme as situações e conforme as pessoas e há a tendência de as pessoas se socorrerem de outras para se conseguirem definir, o que pode até incorrer em erro. Certo é que não podem ser menosprezados os factores biológicos e sociais, especialmente o papel da família que tanto contribui para consolidar a personalidade. Características agressivas e ou de timidez vão-se consolidando ao longo do tempo e esses aspectos raramente conseguem ser mudados. Depende de cada pessoa conseguir mudar aquilo que pretende da sua personalidade, embora muitos factores sejam mais difíceis de controlar.

Tags
Show More

Rita Nunes Ferreira

Licenciada em Comunicação Social e pós-graduada em Estudos Europeus nasci neste mundo onde tudo/quase tudo se traduz em formas de comunicar. Tenho uma paixão nata pela escrita e um soberbo gosto pelo jornalismo em áreas diversas - lifestyle, sociedade, direitos humanos, política, assuntos europeus. Tendo sido ou não talhada para esta azáfama constante não existe o que possa demover. Todos os dias se justifica acordar e escrever mais um "bocado".

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: