Florbela Caetano

Gosto dos mundos que se dizem contraditórios: a publicidade e o jornalismo. Gosto de pensar que os dois nos podem ajudar a viver num mundo melhor. Gosto de sentir que informar pode repor a serenidade no meio de caos.
Deixo-me fascinar com a imagem e perco-me na escrita. Entre todas as alianças de universos ao nosso dispor, quero dizer as palavras e criar imagens com o som.

Cultura

“Celulazinhas cinzentas” geniais: cinco razões para ler Agatha Christie

Antigamente, eu devorava livros. Nesse tempo, tinha interesse por novos autores e novas estórias, fixava enredos e nomes de personagens.…
Cinema

“O Relutante Fundamentalista”: entre o dinheiro, o preconceito e a moral

“O Relutante Fundamentalista” conta-nos a história de um jovem professor paquistanês – Changez Khan – que, após vários protestos estudantis…
Cinema

Guionistas: mais ofuscados que a própria sombra

Ser-se guionista não é fácil. Ser-se guionista em Portugal é ainda mais difícil, dizem os profissionais do nosso país. Tiago…
Cinema

“É uma maneira de dizer”

Quando nos falam em “comédia à portuguesa”, é totalmente legítimo que o primeiro pensamento vá para reminiscências de cenas popularuchas…
Artes

Pompeu José: “O poder sobre as artes deve estar em todos nós”

Em 1930, Jan Weiss escrevia o livro A casa dos mil andares. A obra conta a história de uma sociedade…
Cultura

Mikaela Lupu: “Sempre tive muita necessidade de ajudar”

Enquanto estudava, o objectivo era seguir saúde, mas trocou os corredores dos hospitais pelo ecrã de séries, novelas e curtas-metragens.…
Cultura

Manuel Moreira: “A melhor forma de activismo é sermos sempre nós próprios”

Félix é um boneco azul, tem cabelo ruivo e usa óculos. Quem lhe dá vida é o actor Manuel Moreira,…
Cultura

Rui Porto Nunes: “A vida é feita de ciclos e é preciso respeitá-los.”

Ciclista, realizador de cinema ou actor: uma destas três profissões estava na mira de Rui Porto Nunes. O acaso e…
Sociedade

“Mas que eu morra em Portugal”

Em 2014, o facto de Portugal ter voltado a ser um ponto de emigração fazia capas de jornal e abria…
Imprensa

Entre as opções editoriais e a falta de imparcialidade

“O jornalista deve relatar os factos com rigor e exatidão e interpretá-los com honestidade.” Esta é a frase que abre…

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker