Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Bem-EstarLifestyle

Abaixo o Peter Pan

por Andreia Ferreira

Não gosto do Peter Pan! Porque é que ele não queria crescer? Nunca percebi ou lhe achei grande piada.

Tenho mesmo dificuldade em entender como é que alguém quer ser criança para sempre.

Todos temos e devemos ter uma criança interior, mimá-la, apreciá-la e aceitá-la, mas daí a ser uma criança sempre e para sempre ultrapassa largamente a minha compreensão. Pois, a evolução está para a vida como o bom oxigénio está para o corpo:é natural e biológico.

Tudo tem o seu tempo,mas as pessoas ainda insistem e persistem nas ideias passadas, no que foram e no que não querem deixar para trás.

Vejo um Peter Pan em cada homem que não colabora nas tarefas domésticas, naquele que se senta à mesa à espera que a mulher lhe sirva a refeição. Vejo uma versão do Peter Pan em cada mulher que se submete e não percebe o quão importante é. Vejo um Peter Pan em cada pessoa que se recusa a evoluir, agarrando-se com unhas e dentes a um passado que já há muito foi. Existe uma centelha de Peter Pan em cada dependência humana, em cada violência física e psicológica, em cada injustiça e em cada EGO que precisa de se mostrar.

O Peter Pan sobrevoa cada mente pequena, cada resistência à evolução e cada mania de superioridade ou inferioridade. O Peter Pan não deixa alguém dizer um “Não” em vez de um “Sim” sofrido, não deixa que se levante a cabeça, quando se ouve um “Não és bom o suficiente”.

O Peter Pan é como uma doença que não permite o crescimento, que se entranha e que se convence que não quer ser melhor do que ontem foi. E depois, lá vem a vida, como o Capitão Gancho, a ver se ele entende que é preciso crescer. Lá vem a vida, como o crocodilo TIC TAC e faz alguém sofrer. O Peter Pan personifica o egoísmo puro de quem só pensa em si, é vítima de si próprio. Para ele não interessam as crianças perdidas, que convenceu a se atirarem pelas janelas, não interessa a Sininho, que se esforça por ajudá-lo e muito menos interessa a Wendy, com quem só quer passar uns dias de aventura (ou isso, ou ela também seria uma criança para sempre porque na Terra do Nunca não se cresce, não é mesmo?).

Abaixo os Peter Pan’s que só vivem como penduras, às costas dos outros. Livrem-se dos Peter Pan’s que não deixam que a vida siga em frente.

Abaixo os sorrisos manipuladores, conversar fracas e pouco Amor.

Andreia Ferreira

Sou inspirada pelo mundo. Tenho a forte crença que tudo acontece no momento certo, que o mestre aparece quando o aluno está preparado e que por detrás de cada contrariedade há sempre uma oportunidade para aprender alguma coisa. A sincronização do universo é das coisas que mais me fascina por isso, estejam atentos ao que o universo vos leva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to top button

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: