Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
LifestyleViagens

A viagem de finalistas

Nos meus tempos de juventude, estava eu a acabar o 12 º ano, quando tivemos a oportunidade de realizar a nossa viagem de finalistas, seria a Espanha. Foi uma loucura, os preparativos, a ansiedade e para muitos de nós, como seria o meu caso, seria a primeira viagem fora de Portugal, mesmo sendo ali ao “lado”, não deixava menos a desejar por isso.

Poderia ter sido o facto de viajarmos com os amigos e não com os pais. Para muitos colegas meus foi, para mim não foi só isso, foi quando me disseram: “Vamos até Andorra, lá há neve!” Entendam, eu nunca tinha visto neve ao vivo e, claro, fiquei empolgada.

Os preparativos foram feitos e, quando chegou o dia, lá fomos. Ficaríamos em Lloret del Mar, num hotel perto das praias, com discotecas por perto, enfim, era um dos sítios típicos para viagem de finalistas em Espanha. Faria parte do nosso roteiro o Port Aventura, onde fiz questão de andar em quase tudo o que era diversões, inclusive andei 3 vezes na enorme montanha russa algo que até ali nunca tinha feito. Ainda hoje o Port Aventura é uma atração turística e, quando oiço falar em algo relacionado, vêem-me à cabeça lembranças destes dias passados em Espanha.

Eu que até nem sou rapariga de cidades, encontrei-me a percorrer as ruas de Barcelona, fascinada com os monumentos e principalmente, com a arte de rua pulverizada com sprays coloridos, usando unicamente como utensílios tampas de tachos e outros tão vulgares no nosso próprio dia-a-dia e, no entanto, a obra de arte que resultava era um delicioso jogo de cores mostrando paisagens hilariantes! Contudo, não foi só a arte e os monumentos que me chamaram a atenção, o próprio meio social era muito diferente do que na altura era em Portugal. Eu, com os meus colegas e amigos, vimo-nos a andar em ruas juntamente com casais gays que passeavam descontraidamente de mãos dadas, algo que aqui, pelo menos na altura e infelizmente talvez até hoje em dia, seria alvo de descriminação e conversinhas de esquina!

Lloret del Mar, como já referi, ficava numa costa de praias, mas, no entanto, as praias foi o que eu menos gostei e passo a explicar: Devido a ser um local turístico principalmente para finalistas de escolas, estes sítios também deixavam muito a desejar a nível de drogas e bebidas. Tive colegas meus que experimentaram substâncias, ressentindo-se depois das consequências a nível de corpo e cabeça, muitos deles exaltavam-nos o facto de estarem longe dos pais e quererem experimentar tudo de uma vez. As praias que deveriam proporcionar um bom passeio ao fim do dia ou à noite, tornavam-se perigosos pela presença de traficantes e pessoas menos confiáveis que estariam ali para se aproveitarem de alguns estudantes e por isso, evitei ao máximo lá ir.

Durante o dia, porém, as pequenas ruas de Lloret enchiam-se de barraquinhas de vendas de produtos turísticos e lembranças e eu, como adoro essas coisas, lá ia comprar lembranças e fiquem a saber, se já não sabem que os espanhóis não se esforçam muito por nos entender! Contudo, nem tudo eram rosas, eu nascida de uma terra com uma excelente gastronomia e sempre com um apetite voraz, encontrei-me na situação de estar a telefonar para casa e dizer que tinha saudades de um ovo estrelado, pois a comida ali era uma desilusão tremenda! Tinha bom aspecto mas nunca correspondia áquilo que era. Apanhei-me a ir aos supermercados comprar comida… minha rica Feijoada e Cozido à Portuguesa! E acreditem, o mal era geral!

Quando finalmente chegou a altura de irmos a Andorra, nada poderia ter sido mais bonito e não fomos muito para dentro da cidade, mas só o facto de estar tudo coberto de neve e poder tocar naquela imensidão branca que até nos feria os olhos, realmente fez-me sentir feliz. Algo que nos surpreendeu também pela positiva, foi o facto de ser tudo muito barato lá, pelo que aproveitamos para mais umas comprinhas, deu para reconfortar com um almoço no Macdonald’s que eu nem aprecio muito, mas que até ali já existia um!

Já fui a alguns sítios, mas quando olho para as fotografias desta viagem, traz-me sempre alguma nostalgia dos meus tempos mais jovens!

Mafalda Parreira

Sou a Mafalda e tenho 37 anos. Trabalho como repositora logística. Tenho o 12º ano e estou a tirar o curso de auxiliar de reabilitação e fisioterapia em horário pós-laboral, para exercer futuramente, pois é um dos meus sonhos e ainda não estou velha para o deixar escapar! Tenho um filhote lindo de 8 anos que me apoia muito e é o meu orgulho. Adoro ler, escrever, cozinhar, caminhar e experimentar coisas novas! Tenho 2 gatos maravilhosos (e um pouco loucos também!!) e um aquário cheio de peixes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to top button

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: