Ciências e TecnologiaTecnologia

A Tecnologia também se veste?

Há algumas décadas imaginávamos as roupas do futuro semelhantes à dos robôs, prateadas e com formas geométricas, hoje, em 2014, concluímos que afinal a aparência do nosso vestuário contínua “igual”, seguindo tendências que vão e voltam. Porém, isso não quer dizer que nada mudou. Sim, porque a tecnologia invadiu definitivamente as nossas vidas e nem a moda escapou a esta revolução.

De certeza que já ouviu falar dos famosos óculos Google Glass, um computador em miniatura, que consegue tirar fotografias, filmar, rodar aplicativos e até fornecer informações, por exemplo, a quem necessita de se localizar, durante uma viagem. Ou dos Smart Pj´s, pijamas infantis que, através dos QR code, contam histórias às crianças, na hora de dormir. Isto, para não falar, das pulseiras que medem os raios ultravioletas e dos relógios inteligentes capazes de receber e-mails (mais aqui). São as chamadas tecnologias wearables, para usar no corpo.

Os próprios estilistas estão atentos a esta nova tendência das marcas de tecnologia. Têm aproveitado os avanços tecnológicos para melhorar as suas roupas, nomeadamente, com o recurso a materiais inovadores. Seja através de tecidos com Aloe Vera capazes de hidratarem o corpo, ou com cristais bioactivos, que eliminam a celulite, a verdade é que o uso da tecnologia na moda tem cada vez mais adeptos entre estes profissionais. Prova disso é o que é levado para as passerelles, onde esta simbiose já é notória.

Hussein Chalayan é um dos adeptos. Os seus desfiles são surpreendentes. De repente, as modelos ficam totalmente diferentes. As roupas ora se tornam mais curtas, ora mais compridas, assim como os chapéus. Os casacos abrem-se, ou fecham-se. Em poucos segundos, tudo se transforma, proporcionando ao espectador um espectáculo único e cheio de significado, através de cabos escondidos por de baixo das peças de vestuário.

Contudo, não é só a este nível que se verifica o casamento entre a tecnologia e a moda. Existem já empresas, como a Nike, que nos seus sites permitem aos clientes expressarem o seu estilo pessoal, através do desenho dos seus próprios ténis, ou peças de roupa, conjugados com algum tipo de dispositivo eletrónico. Há muito que a moda deixou de ser ditada pelos estilistas, mas sim por quem a usa, e as grandes empresas têm consciência desta nova realidade.

O estilista Jefferson R. Ricardo é dos que acredita no investimento neste sector. “O público é ávido por inovações que agreguem valor ao que se quer consumir. O conforto é o item que impera, sobretudo, quando está associado a outros benefícios, como é o caso dos tecidos tecnológicos”. Segundo o próprio, a aceitação é boa, porém, ainda há alguma resistência – “existe uma desconfiança inicial, pois as pessoas têm medo de serem enganadas”, afirma.

É o caso dos dispositivos como o Google Glass. É certo que o futuro é por aí, contudo, ”ninguém sabe ao certo a que distância se encontra esse futuro”, chama a atenção Kevin Werbach, professor de Estudos Jurídicos e de Ética da Wharton. Na sua opinião, pode levar muitos anos para que os hábitos sociais se adaptem a este tipo de tecnologia – “a aceitação social de um aparelho deste tipo será crucial para a sua adopção, por enquanto, ninguém sabe o que vai acontecer”.

No que depender da indústria, os investimentos na tecnologia não vão parar de aumentar, especialmente, no que diz respeito à moda. Nem que seja pela constante pressão que sofre por causa da competitividade. Se hoje estes engenhos não fazem sentido na sua vida, não duvide na capacidade do mercado de criar novas necessidades, sobretudo, quando está em jogo facilitar as nossas actividades quotidianas.

 

Tags
Show More

Diana Rodrigues

Minhota de gema. Distraída. Aventureira. Gulosa. Crítica. Observadora. Anti rotina. Persistente. Sonhadora. Alguém que vê na evolução um objectivo. A escrita? É mais que uma fuga. É paixão. O jornalismo regional e a imprensa online são os intermediários.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: