Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
SociedadeSociedade

A religião das estrelas

A Igreja da Cientologia é um dos mais controversos movimentos religiosos modernos que surgiram no século XX.

A Cientologia foi fundada na Califórnia em 1950 por L. Ron Hubbard e é bastante apreciada em terras do Tio Sam, mas em França é considerada uma seita. A Cientologia foi condenada definitivamente, em França, no ano 2013, por fraude e formação de quadrilha

Os detratores de David Miscavige (que alcançou o cargo, após a morte do criador) dizem que os líderes da igreja, nos Estados Unidos da América, pagaram para que esta fosse considerada uma religião em pé de igualdade com a católica, ou a muçulmana e que nunca pagaram impostos à receita federal (em Portugal também estão isentos de pagar ao estado). Acusações que também recaem sobre o seu criador, já falecido. Diz-se que Hubbard mentiu sobre os seus feitos de guerra, agredia a sua segunda esposa e que criou a Cientologia apenas para ganhar dinheiro, um esquema de um aldrabão com manias da grandeza. Actualmente, a Cientologia tem um património de, aproximadamente, US$ 1,5 bilhão. Esta igreja pretende um mundo sem guerras, nem criminosos e os seus templos de culto mais se assemelham a salas de estudo gigantescas, onde têm projeções a explicar os princípios do culto e uma secretária antiga à espera de Hubbard (existem em todas as sucursais desta fé e, com a mesa de trabalho, vem uma assistente pessoal para o “grande criador”… Estas mulheres devem ter o trabalho mais fácil do mundo). A Cientologia existe para libertar os humanos da influência dos thetans (espírito), já que o homem seria um ser imortal, na sua génese.

AR_areligiaodasestrelas_2

Tal como o Cristianismo, a rotina do credo inclui a realização de casamentos, baptizados, serviços funerários, cerimónias de nomeação para novos membros e entrega de diplomas aos que concluem os cursos. Além disso, existem os serviços dominicais, em que o capelão ou outro ministro lê o credo da igreja e faz um sermão baseado nas palavras de L. Ron Hubbard.

Tom Cruise e Jonh Travolta são alguns dos seus membros mais importantes, mas os rituais são quase um mistério para a maioria das pessoas comuns. Em todo o mundo, oito milhões de pessoas praticam este culto. A Igreja da Cientologia afirma ser o movimento religioso que mais cresce no mundo.

Esta é uma religião cheia de segredos, mas, quando temos todos os holofotes apontados a nós, existem sempre segredos que são desvendados. É isto mesmo que os responsáveis tentam a todo o custo calar, mesmo que para isso tenham que recorrer a campanhas de difamação. Enquanto isso, os meios de comunicação social apenas conseguem ter “furos” jornalísticos, se pagarem quantias bastante elevadas, já que os segredos da cientologia são vendidos por um preço avultado. Contudo, estes não são os únicos a ter de pagar, os próprios seguidores das ideias do falecido escritor, posteriormente convertido em guia espiritual, têm que pagar para pertencer à religião. Eles têm de pagar durante anos para subirem dentro da Igreja e, só quando atingem um certo nível, conhecido em inglês como “Operating Thetan III“, têm acesso a documentos escritos pelo próprio Ron. L. Hubbard (não podemos esquecer que este é também autor de livros de ficção científica), onde está relatada a história de Xenu. Este era ditador galáctico que há 75 milhões de anos trouxe milhões de pessoas à Terra em naves espaciais, depositando-as em vulcões e aniquilando-as com bombas de hidrogénio. As almas das vítimas (thetans) ficaram a vaguear pelo planeta e possuíram os primeiros Homo Sapiens, causando sofrimento espiritual ao Homem.

AR_areligiaodasestrelas_1

As pessoas que estão no nível mais avançado (OT) têm ainda informações sobre várias catástrofes cósmicas que se abateram sobre os thetans e que Hubbard descreveu esses primeiros eventos colectivamente como uma “ópera espacial”. O material contido nos níveis de OT tem sido caracterizado pela crítica como uma ficção científica de fraca qualidade, enquanto outros afirmam que existem semelhanças estruturais no pensamento gnóstico e de antigas crenças hindus da criação e da luta cósmica.

A Cientologia tem dois inimigos declarados. O primeiro é a Psicologia (só que Freud influenciou muitos dos seus pensamentos que vêm descritos nos livros), já o segundo é a curiosidade alheia. E estes são dois dos factos que os seguidores desta corrente não queriam que se soubesse:

Os membros da Igreja “são submetidos a abusos físicos e psicológicos”. Os seguidores são obrigados a “desligar-se” de amigos e família que não têm a mesma “fé”. Estas pessoas são regularmente submetidas a chamadas de auditoria e confissões gravadas, nas quais explicam detalhes da sua vida pessoal. As sessões têm o objetivo de encontrar a origem dos traumas que afectam uma pessoa.

Os abusos físicos também existem. Os membros desobedientes são colocados em cativeiro, onde são obrigados a trabalhar sem descanso. Uma mulher que foi colocada em cativeiro e obrigada a trabalhar durante a gravidez contou num documentário que a sua bebé foi abandonada doente e coberta de fezes. Também são relatadas histórias de mulheres grávidas que são “aconselhadas” a abortar, ou de uma secção especializada no trabalho infantil, que começa em tenra idade.

As máquinas da verdade. Os candidatos a fieis participam de audições. Nessa espécie de terapia, um auditor faz perguntas ao fiel e utiliza um .e-metro, aparelho criado para medir o estado espiritual da pessoa, já que a Cientologia afirma que as pessoas têm habilidades ocultas que ainda não foram completamente desenvolvidas.

Tags
Show More

Andreia Rodrigues

Fui para jornalismo pois sempre me interessou o que se está a passar no mundo e gostaria de fazer parte dessas mudanças. Sou comunicativa e uma amante das artes. Na escrita sinto que ganho assas para viver outras vidas e penso que é um grande complemento ao jornalismo. A criatividade é a minha principal faceta e a vontade de trabalhar e aprender cada vez mais a gasolina que me move em busca do meu lugar ao sol no mundo da comunicação social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: