MundoPolítica

A irresponsabilidade dos clichés

Recentemente surgiram novamente notícias de adolescentes que fugiram de casa para ingressarem nas fileiras do auto proclamado Estado Islâmico (EI). Segundo o que se sabe, desta vez foram três jovens Britânicas na casa dos 15/16 anos de idade. O habitual neste tipo de situações.

Este é um problema grave e complicado, sem sombra de dúvida. E este problema deve ser atacado na base e não seguindo a ladainha do costume que vêm sempre ao de cima neste tipo de situações.

Isto de fazer ecoar em tudo quanto é órgão da Comunicação Social que falamos de jovens perfeitamente normais, integrados na Sociedade, membros exemplares da Comunidade local que são seduzidos por uns quantos dizeres de um perfil do Facebook não é a solução do problema. É antes o escamotear de uma situação com a qual os Pais da geração actual não sabem lidar.

Para mais, desde quando é que o conceito de jovens perfeitamente normais, integrados na Sociedade, membros exemplares da Comunidade é um conceito universal? Ou melhor, um jovem perfeitamente normal, integrado na Sociedade, membro exemplar da Comunidade Portuguesa é o mesmo que um jovem perfeitamente normal, integrado na Sociedade, membro exemplar da Comunidade Britânica? Não. Claro que não. Isto, porque em Portugal existem vivências e tiques societários completamente distintos dos da Sociedade Britânica.

Isto do conceito universal de jovens normais, integrados na Sociedade e tudo o resto é um cliché, no qual a Sociedade Ocidental insiste vá se lá saber porquê… Talvez por sofrer de uma mania da superioridade que a afecta há séculos.

O problema da juventude que foge de casa para ir para o Estado Islâmico começa na sua própria casa. Podem contar as histórias da carochinha que quiserem e fazer dos meninos e meninas uns Santos, mas a culpa de tudo isto é dos Pais. Sim, dos Papás que não se preocupam minimamente em educar os seus filhos, nem querem saber dos seus problemas para nada. Coloco as minhas mãos no fogo em como os Pais destas três jovens que fugiram para o EI não tinham uma única conversa/desabafo com os seus Pais.

Porém, lá está, falamos de jovens que são normais, integradas na Sociedade e que nunca levantaram problema algum.

Problemas as raparigas tinham de certeza, senão não teriam fugido de casa. Só que é mais fácil os supostos entendidos na matéria e Pais culparem o Facebook dos males do Mundo. É mais fácil seguir o cliché irresponsável do jovem perfeitamente normal, integrado na Sociedade/Cidadão exemplar, blá, blá, blá…

Contudo, este não é o único ponto deste grave problema.

O Ocidente está cheio de clichés irresponsáveis para os quais nunca haverá solução à vista, enquanto este não perceber que o Mundo não é moldado à sua imagem.

Outro cliché perigoso já foi falado aqui no Repórter Sombra. Prende-se com uma suposta falta de Democracia do Mundo Árabe. Como se o conceito de Democracia fosse universal e todos os Povos do Planeta Terra se governem à maneira Ocidental.

Pode parecer estranho aos olhos de muito boa gente, mas havia Liberdade Religiosa, quando Muammar al-Gaddafi (Líbia), Saddam Hussein (Iraque) e Hosni Mubarak (Egipto) governavam os seus Países, onde o Islão tinha uma presença histórica muito forte. Liberdade esta que foi de imediato posta em causa, quando uma Democracia à Ocidental chegou ao Egipto por exemplo.

Agora que a tal de “Primavera Árabe” implementou o modo de Governação à Ocidental em certos pontos estratégicos do Globo, eis que o Mundo tem agora de lidar com um Estado Islâmico, revoltas sangrentas na Líbia, atentados sem fim no Iraque, uma Paz podre no Egipto e uma Guerra sem fim na Síria. Porém, lá está, a culpa não é do Ocidente. É dos Árabes que não sabem viver numa Democracia moldada ao nosso gosto.

Tags
Show More

Pedro Silva

"É preciso provocar sistematicamente confusão. Isso promove a criatividade. Tudo aquilo que é contraditório gera vida." (Salvador Dalí) Crítico, opinativo e com mente aberta. É isto que caracteriza um Cronista.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: