Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CiênciasCiências e TecnologiaTecnologia

A emojinização global

Hoje em dia, toda a gente sabe o que são emojis, podemos até dizer que fazem parte do dia-a-dia de todos nós, ou porque é engraçado, ou porque pode ser uma resposta mais prática e rápida e pode ser usado em tudo o que é tecnologia de comunicação.

Tem sido tema para grandes discussões, no entanto, o futuro avizinha-se cada vez mais “abreviado”, seja nas redes sociais, seja nas SMS ou em qualquer outra situação em que possam ser utilizados emojis. Prevê-se que o futuro passe por uma tradução de curtos textos, em que apenas figurem palavras abreviadas e emojis. Contudo, recuemos alguns milhares de anos atrás, em que as gravuras desenhadas nas grutas e cavernas, nos transmitiam também sentimentos de medo, sacrifício ou coragem, claro que nessa altura ninguém sabia escrever e, por isso, essa era a maneira de passarem a sua mensagem. Hoje em dia, é apenas uma questão de ser engraçado e, apesar das pessoas saberem escrever, prevê-se que daqui a uns anos voltem a comunicar apenas por emojis, pois não se lembrarão de como se escreve!

Os emojis são vistos e entendidos como uma espécie de linguagem universal, mesmo que não se fale a mesma língua, mesmo que não se saiba ler, olhando para aqueles bonequinhos engraçados, consegue-se perceber o que nos é transmitido, no entanto não será também isso, um facto de que estamos a perder as nossas capacidades de nos exprimirmos por palavras? E que mensagem estamos nós a transmitir aos nossos filhos?

São realizados variados estudos acerca deste grande tema da atualidade que parece tão inofensivo, mas que nos coloca a grande questão: poderá o uso excessivo de emojis impedir-nos de termos uma conversa como deve de ser, à moda antiga? Ou ainda: o uso de emojis poderá toldar-nos a personalidade? Estas pequenas carinhas e animaizinhos e tudo o que se designa de emoji foram inventados pelos Japoneses há muitos anos, mas foi com o evoluir da tecnologia que estes símbolos ganharam força. Há quem goste de usar todo o tipo de emojis, quantos mais, melhor. E mais engraçado, existem aquelas pessoas que apenas usam os seus emojis característicos.

Contudo, se há aquela geração que comunica principalmente usando emojis, outros há que repudiam tal tipo de comunicação e é aqui que a coisa se pode complicar. Uma conversa pode ser mal entendida, se o recetor da mensagem não for grande entendedor da linguagem “emoji”, e podem surgir problemas. Outras situações que se verificam no uso de emojis nas redes sociais ou numa simples mensagem de telemóvel, é o facto contorcido com que os sentimentos podem ser transmitidos e mal entendidos. O uso de emojis varia conforme a idade das pessoas, se para algumas, principalmente as mais idosas, já é complicado usarem um simples telemóvel, como acompanharão a evolução ou a regressão deste tipo de comunicação? É nessas situações que uma boa conversa é substituída por algo tão banal.

O futuro caminha por um trajeto em que a tecnologia evolui, trazendo-nos coisas muito boas e úteis, no entanto, também substitui cada vez mais o elo de humanidade que existe em nós. Talvez um dia num futuro não tão distante, nos vejamos a tentar fazer o oposto e a tentar recuperar o que vamos perdendo aos poucos para a evolução da tecnologia.

Tags
Show More

Mafalda Parreira

Sou a Mafalda e tenho 37 anos. Trabalho como repositora logística. Tenho o 12º ano e estou a tirar o curso de auxiliar de reabilitação e fisioterapia em horário pós-laboral, para exercer futuramente, pois é um dos meus sonhos e ainda não estou velha para o deixar escapar! Tenho um filhote lindo de 8 anos que me apoia muito e é o meu orgulho. Adoro ler, escrever, cozinhar, caminhar e experimentar coisas novas! Tenho 2 gatos maravilhosos (e um pouco loucos também!!) e um aquário cheio de peixes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: