Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
CulturaEntrevistasMúsica

À Conversa com Pedro Balse

O compositor perfeccionismo Pedro Balse, em conversa connosco, falou-nos dos seus projectos, de “Belle Firenze” e da sua carreira a solo. Contou-nos ainda como o ensino superior valorizou aquilo que já sabia e onde aprendeu mais sobre música e composição, podendo, assim, investir cada vez mais na paixão que o move.

Quem é o Pedro Balse como pessoa? 

Não é fácil descrever-me a mim próprio! O melhor é que quem me conheça o faça. Mas sou alguém que tenta fazer sempre o melhor, seja em que campo for.

E como músico?

Como músico sou alguém que apenas toca a sua própria música, não por egocentrismo, mas por falta de tempo! Não sou um músico estudioso, até porque, como referi, não tenho tempo. O tempo que tenho para a música prefiro dedica-lo à composição.

Depois de tantos anos a pertencer a tantos projectos, porquê investir numa carreira a solo?

Precisamente porque o que gosto de fazer neste momento é trabalhar nas minhas músicas e, assim sendo, só a carreira a solo faz sentido. O facto de ter o meu próprio estúdio também contribuiu imenso para trabalhar a solo.

Sente ter investido no ensino superior de música valorizou todos os seus trabalhos?

O investimento no ensino superior foi obviamente por gosto, mas por querer ser professor. Para isso precisava do diploma que me desse acesso a uma carreira nesta área. Hoje sou professor do quadro no ensino oficial e é uma profissão difícil e cansativa, mas que faço com paixão. Relativamente à minha música o ensino superior fez-me abrir os horizontes, mas a linha que produzo é muito diferente daquela que estudei!

O que gosta mais, bateria ou baixo?

Não sei dizer! Gostos muito dos dois e de mais umas dezenas de outros instrumentos! A música fascina-me e o que se consegue fazer com cada instrumento também.

Fale-nos de “Bella Firenze“.

“Bella Firenze” é um dos temas que compus que mais gosto. Quanto mais a toco mais gosto. É uma viagem a uma das cidades mais românticas do mundo. Uma cidade em que cada passo é arte e cultura. É um tema que acho, sinceramente, merecia mais sorte! Merecia ser ouvido nas rádios. Sei que a maior parte das pessoas ia gostar.

E “Places“.

“Places” é um conjunto de viagens por todo o mundo, pelos cinco continentes. É a minha forma de mostrar como sinto cada um desses países, dessas regiões, dessas cidades. Não pretende ser música original/tradicional desses locais. Isso não faria sentido, para isso estão os músicos de lá! É apenas a minha visão.

Em que diferem estes trabalhos do primeiro que gravou?

É apenas uma continuação. World chill já foi uma viagem. “Places” teve mais produção, mais trabalho de estúdio.

Que planos e projectos tem para o futuro?

O meu principal plano é ser feliz! Isso é o mais importante. Musicalmente gostaria que muito mais pessoas tivessem a oportunidade de ouvir a minha música. Sinto que tem valor, até pelo feedback que temos nos concertos. Em todos eles há pessoas, que não nos conheciam, que vêm falar comigo e com os músicos que me acompanham a dizer que sentiram essa viagem, que foram “transportados” e sentem-se, normalmente, felizes ao ouvir-nos. Isso é o que importa.

Um conselho para quem só agora começa a sua vida como músico.

O conselho que deixo é o oposto do que costumo ler quando a questão é feita a outros músicos! É muito complicado dar-se a conhecer, tocar em bons locais, passar nas rádios, etc. Neste sentido, é importante ter outras opções para a vida. Sou sincero…

Tags
Show More

Inês Faro

Estudante de Línguas e Literaturas Modernas na Faculdade de Letras da Universidade. Vivo para a música e grande parte dos meus interesses está nessa arte, nesse mundo tão vasto e com tanto ainda por descobrir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: