PolíticaPortugal

À Beira de um País Moralmente Sujo

 

Aníbal Cavaco Silva apresentou uma queixa na Procuradoria Geral da República contra Miguel Sousa Tavares, por este lhe ter chamado palhaço e dizem, vai ser aberto um inquérito.

É o cúmulo da birra e o cúmulo da vivência do Presidente da República fora da realidade do país, de quem precisa de pôr comida na boca dos seus filhos todos os dias.

Ora, talvez fosse boa ideia todos os Portugueses fazerem também, uma queixa na Procuradoria Geral da República para que seja aberto um outro inquérito contra Aníbal Cavaco Silva, pois que há anos que nos chama a todos, nas entrelinhas é certo, de palhaços.

Nós, Portugueses fomos todos e cada um apelidados de palhaços, quando o elegemos e depois fomos continuamente chamados de palhaços, quando durante sucessivas crises de ausência de consensos políticos, ou quando nos foram aos bolsos, mais do que a própria Constituição do Estado Português permitia, e o Presidente da República continuou sem executar o seu papel, sem exercitar as funções para as quais é pago, por todos nós e nunca dissolveu o Governo. O Presidente da República parece estar a dormir, pior, parece que anda a dormir já há uns anos.

No entanto, quando o Governo era PS muitas vezes se sentiu essa ameaça.

Se Miguel Sousa Tavares realmente for acusado de dizer, não mais que a pura verdade, então todos os Portugueses deveriam não mais, do que dizer a verdade e levantar um inquérito na Procuradoria Geral da República para se saber o que raio anda o Presidente da República a fazer. Pois, do que se vê e do que é palpável, nada fez, parece que nada pode fazer e nem lhe apetece aborrecimentos.

Por conseguinte, talvez devêssemos todos levantar uma petição contra quem nunca fez nada e nada fará em defesa de nós, os palhaços, leia-se, todos os Portugueses continuamos a aturar a múmia que nos seus discursos mais parece que anda a dormir para a realidade do país, que mais lhe convém. No entanto, quando foi pseudo-funcionário do Banco de Portugal, ou quando comprou e vendeu acções repentinamente do BPN e da SLN, aí não dormia ele e ao que parece, ressonava baixinho, para que ninguém soubesse que mesmo a fingir que dormia, sabia muito bem quando vender as ditas acções.

Lamento, que a memória de um povo seja apagada e vã, pois parece que já ninguém se lembra que foi Aníbal Cavaco Silva, que junto com a União Europeia, deu dinheiro a fundo perdido, para que este país, nos sectores piscatório e agrícola deixasse de produzir.

Acho mais graça ainda, que apesar de nada ter feito e nada fazer supostamente, já prejudicou o país mais que Miguel Sousa Tavares, espero somente que a Procuradoria Geral da República já que vai abrir ou, já abriu o dito inquérito, que abra um outro para que possamos saber o que realmente fez, ou anda a fazer pelo país e pelo povo soberano que o elegeu. É que ser Chefe de Estado não é só para se ter o nome na placa e dizer umas baboseiras no discurso de Natal. Pois, se informa o sítio da Presidência da República como sua primeira função que, “O Presidente da República é o Chefe do Estado. Assim, nos termos da Constituição, ele “representa a República Portuguesa”, “garante a independência nacional, a unidade do Estado e o regular funcionamento das instituições democráticas” (…) Como garante do regular funcionamento das instituições democráticas tem como especial incumbência a de, nos termos do juramento que presta no seu acto de posse, “defender, cumprir e fazer cumprir a Constituição da República Portuguesa”. “, ou tenho andado muito distraída, ou nunca o vi cumprir esta função, neste momento somos todos autistas e não nos temos apercebido que a nossa independência já era, que a defesa da nossa Constituição anda como uma doença auto-imune em que o próprio organismo se ataca. Por tudo isto, se calhar, este inquérito da Procuradoria Geral da República ao Presidente da República não vai acontecer… sabem porquê? Porque a justiça é cega, surda e muda, tal como o Presidente da República, mas só para o que lhes convém.

Tags
Show More

Filipa Mar

Neste sítio vindo do nada e do aqui constroem-se sonhos, distraem-se sensações mais fortes, dizem-se no som do búzio ao ouvido, as coisas jamais ditas por vós.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker
%d bloggers like this: