Contos
    16/07/2014

    Não preciso de velas

    Não preciso de acender velas para te ver caminhar ao meu lado. Nem preciso de…
    História
    24/02/2014

    Os oitocentos anos da Magna Carta

    No próximo ano, nomeadamente a 15 de Junho de 2015, comemora-se o 800º aniversário da…
    Ciências e Tecnologia
    24/06/2014

    O Político 2.0

    Proximidade é isso que deseja um político. Proximidade com o eleitorado. Foi precisamente isso que…
    Mundo
    06/07/2016

    O terrorismo na atualidade

    Quarta-feira, dia 28 de Junho. Acordamos com a notícia sobre mais um ataque terrorista, desta…
    Crónicas
    13/10/2014

    A Pintura Rupestre de um Óscar da Comunicação Social

    Nesta última semana, o Governo de Passos Coelho esteve debaixo de fogo, com o Primeiro-Ministro,…
    Artes
    31/07/2015

    Yes, he can.

    Por estes dias ouvi o discurso de Obama, naquela que é primeira visita oficial de um presidente…
    Ambiente
    18/11/2014

    Quando a Consciência poupa Electricidade e Salva o Planeta

    Somos alertados praticamente todos os dias para a importância de poupar energia nas tarefas quotidianas.…
    Sociedade
    19/01/2015

    “Prefiro morrer de pé do que viver ajoelhado”

    “Prefiro morrer de pé do que viver ajoelhado”. A frase foi dita há dois anos…
    Crónicas
    29/12/2014

    2014 foi o ano de Vermelhão. 2015 será o ano do… Dragão?

    Efectivamente, 2014 foi o ano onde a cor Vermelha foi Soberana. Isto futebolisticamente falando, claro…
    Cultura
    08/09/2016

    Capas (artísticas) de álbuns

    Quando se fala de capas de álbuns artísticas é seguro que se questione o que…
      Contos
      17/04/2018

      Subida para o inferno

      Enorme escadaria. Olhando para o topo ainda maior se tornava. É o seu primeiro grande tormento agora que mudou de…
      Contos
      10/04/2018

      Chove

      Um candeeiro solitário no nevoeiro a tentar ignorar o seu reflexo na calçada molhada de Lisboa. Não há ninguém na…
      Contos
      03/04/2018

      Sobrepopulada

      A paz é abruptamente interrompida pelos gritos do alarme em desespero para se libertarem do telemóvel. Uma mão sonolenta silencia-o…
      Contos
      27/03/2018

      Não voltamos a existir

      No meio de um sonho, o olhar dela pesou-me no corpo. Acordei, interrompido, no escuro do quarto, a visão desabituada…

      Adblock Detected

      Please consider supporting us by disabling your ad blocker